Feira Internacional de Turismo quer alcançar 8 estados e 14 países

[Por Porta Eventos, 26/02/2014]

O evento, que acontece de 21 a 23 de maio, deve atrair à capital paraense operadores de turismo, agentes de viagens, transportadoras turísticas, hoteleiros, representantes de entidades de classe, gestores públicos, guias de turismo, discentes e docentes de turismo, jornalistas especializados e outros profissionais do setor de oito estados brasileiros e pelo menos 14 países. A confirmação é de Marcelo Mendes, presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), realizadora do evento, que terá como tema a “Promoção dos Produtos Turísticos Amazônicos e a Qualidade na Prestação de Serviços”.

O anúncio da data e estratégias do evento, que será realizado na Estação das Docas, foi feito na tarde desta segunda-feira, dia 24, na sede da Associação Comercial do Pará (ACP), durante reunião ordinária dos representantes do Forum Estadual de Desenvolvimento Turístico do Estado do Pará (Fomentur).

A Fita 2014 é promovida pelo Governo do Pará, realizada pela Paratur com apoio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e do Conselho Nacional de Turismo (CNTUR). “Tem como objetivo alcançar novos canais de venda para o produto turístico paraense proporcionado pelos novos voos da TAP e TAM, buscando consolidar a geração de novos negócios para os vendedores ou “suppliers” regionais, resultantes da formação e comercialização de programas turísticos na região amazônica. Outro destaque está na sua programação técnico-científica que agregou eventos de grande visibilidade regional e nacional, tais como, o II Congresso de Turismo, Hospedagem e Gastronomia da Amazônia Legal-VHBC Amazônica; Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense 2014 e II Encontro com Gestores Municipais de Turismo”. Anunciou Marcelo Mendes, ao afirmar que o principal objetivo desse novo formato da Fita, que já ganhou notoriedade por ser um evento puramente expositivo, é torná-lo o maior evento de receptivo turístico internacional na região amazônica.

Marcelo anunciou fortes parceiros que vão garantir o fortalecimento do evento, a exemplo da Funtelpa, que já garantiu cobertura através do Portal e TV Cultura, a Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) e Belém Convention & Visitors Bureau (BC&VB).

Marcelo também anunciou a participação do Pará este mês na Fitur que aconteceu na Espanha, e na Feira Internacional de Turismo de Lisboa (BTL), que acontece de 12 a 16 de março, em Portugal. “Teremos pela primeira vez na BTL um estande próprio. Com 72 metros quadrados será um dos maiores estandes do evento, um espaço para apresentarmos a cultura, a gastronomia, as danças e ações publicitárias de promoção do Pará como destino prioritário e líder em turismo na Amazônia”. Garantiu Marcelo Mendes, ao informar que na comitiva paraense, formada por mais de 20 pessoas, a Paratur leva um casal de dançarinos para apresentar as danças regionais do Pará. “Talvez esta seja a participação de maior impacto do Pará na BTL e temos ainda outras surpresas a anunciar antes do evento”. Adianta Marcelo.

Marcelo Mendes presidente da Paratur,falou aos representantes do Fomentur sobre a realização da FITA,em Belém,e sobre a participação na BTL,em Portugal,entre outros eventos internacionais

Tereza Jacqueline Alves, diretora de Marketing da Paratur, que coordena a operacionalização da Fita diz que a Paratur também almeja, com a Fita, reunir os mercados nacionais e internacionais prioritários com interesse potencial na Amazônia brasileira, ampliar, promover e comercializar, de forma integrada, diferentes segmentos da atividade turística e ainda oportunizar o conhecimento atualizado da oferta turística desta região.

Os emissores de turismo almejados pelos realizadores da Fita no Brasil são os estados de São Paulo (São Paulo, Campinas, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Santos), Minas Gerais (Belo Horizonte), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Distrito Federal (Brasília), Paraná (Curitiba), Rio Grande do Sul (Porto Alegre), além dos estados da Amazônia vizinhos ao Pará que também terá o turismo interno estimulado com a Fita.

Já o mercado internacional almejado pela Paratur envolve Portugal, França, Itália, Inglaterra, Espanha, Alemanha, Oslo-Noruega, Estocolmo-Suécia, Copenhagen-Dinamarca, Nova York, Los Angeles, Miami, Buenos Aires, Santiago-Chile, Guianas e Suriname.

Programação – A programação da Feira Internacional de Turismo da Amazônia vai envolver atividades técnico-científica com palestras, debates, painéis e outros. O ponto alto será a Bolsa de Negócios, com fechamento de negócios entre operadores nacionais e internacionais e suppliers da região amazônica.

A programação também vai oferecer missões promocionais: visitas técnicas de decision makers, operadores turísticos nacionais e internacionais promovidas pela Paratur e trade turístico. Durante a FITA, os profissionais de outros estados e países conhecerão o roteiro turístico 8 dias/7 noites. Os operadores participarão da rodada de negócios de acordo com o interesse pelos produtos apresentados.

O presidente do Fomentur, Adenauer Góes(ao centro da foto), que é secretário de Estado de Turismo do Pará, idealizador da Fita há cerca 10 anos, também aposta no evento como fortalecedor da gestão pública do turismo paraense. Reforçou a importância do trade nesse momento em que o Pará busca se consolidar na liderança do turismo amazônico e brasileiro.

O presidente do Fomentur, Adenauer Góes, que é secretário de Estado de Turismo do Pará, idealizador da Fita há cerca 10 anos, também aposta no evento como fortalecedor da gestão pública do turismo paraense. Reforçou a importância do trade nesse momento em que o Pará busca se consolidar na liderança do turismo amazônico e brasileiro.

Segmentos – Três importantes segmentos turísticos foram também pautas do Fomentur. Carmen Cal, diretora do Sistema Integrado de Museus (SIM), foi apresentada como a nova representante da Secult – Secretaria de Estado de Cultura no Fomentur. Representando o segmento turístico cultura, Carmem apresentou o tema: “O Sistema Integrado de Museus e suas Potencialidades: Novos Produtos e Roteiros Culturais para o Turismo de Belém”. Sua participação contou também com a presença de representantes do SIM, entre eles, Sergio Melo, diretor do Museu do Estado; Armando Queiroz, diretor da Casa das 11 Janelas; Renata Maués, coordenadora de Preservação, Restauração e Conservação dos Museus e Pe. Ronaldo Meneses, diretor do Museu de Arte Sacra.

O segmento de eventos foi tema de Álvaro do Espírito Santo, presidente do CNTUR/PA, que falou sobre o Congresso de Turismo, Hospedagem e Gastronomia da Amazônia Legal. Álvaro é secretário Adjunto de Turismo do Pará e defensor de Belém como referência para o turismo de eventos na Amazônia. A gastronomia esteve na pauta de Joana Martins, diretora do Instituto Paulo Martins, e falou sobre a nova edição do Ver-O-Peso da Cozinha Paraense. Todos esses eventos vão integrar a programação da 7ª edição da Feira Internacional de Turismo da Amazônia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *