BNDES só emprestou metade da verba prometida para obras de hotéis da Copa

Faltando apenas seis meses para o início da Copa do Mundo no Brasil, o principal financiador das obras da Copa, o BNDES, liberou apenas metade dos empréstimos destinados a financiar construção e reformas de hotéis. O banco dispõe de R$ 2 bilhões através do ProCopa Turismo para fomentar o setor, mas até agora investiu metade: 1,048 bilhão, que resultou no lançamento ou na modernização de 18 hotéis, dos quais 10 deles estão no Rio de Janeiro.
A principal reclamação do setor é a dificuldade de acesso à linha especial de crédito, que oferece prazos de pagamento maiores e juros menores aos empreendimentos que conseguirem obter certificados de eficiência energética ou sustentabilidade ambiental. Mas, de acordo com Alexandre Sampaio, a ideia é boa, mas a burocracia atrapalha: “As exigências são exageradas. São garantias bancárias e uma farta documentação. Quando conseguirmos reunir tudo isso,o hotel já está pronto”, comenta ele.
[Por FBHA, 23/12/2013]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *