Alagoas aposta na interiorização do turismo

[Por MTur, 10/09/2013]
Para promover a interiorização do turismo no estado, em especial, na região do rio São Francisco, a Secretaria de Turismo de Alagoas (Setur-AL) e o Ministério do Turismo investem em melhorias na infraestrutura de diversas cidades ribeirinhas e na divulgação entre agências e operadoras de turismo. Nos últimos anos, cidades como Piaçabuçu, Pão de Açúcar, Penedo, Piranhas e Delmiro Gouveia firmaram contratos com o Ministério do Turismo para construir praças, centros de informação ao turista, revitalização de orlas e sinalização. O investimento ultrapassa os R$ 9 milhões.
Em Alagoas, o rio São Francisco tem 240 quilômetros de extensão – e passa por cidades históricas como Piranhas e Delmiro Gouveia. O rio atravessa serras e cânions, margeia cidades com apelo cultural, náutico e religioso. “Temos razões suficientes para trabalhar o desenvolvimento da região como destino turístico. A região do São Francisco é rica em história, gastronomia, cultura e belezas naturais singulares”, afirma a secretária de estado do turismo, Danielle Novis.
Piranhas tem vários sítios arqueológicos e preserva seu patrimônio histórico de estilo barroco dos séculos 18 e 19. Oferece ainda um moderno complexo turístico e opções de lazer. Já Delmiro Gouveia, além das belezas naturais tem um museu que concentra a história da vida sertaneja alagoana.
A Secretaria de Turismo de Alagoas vem promovendo encontros de aproximação entre agentes de viagens e redes de pousadas, restaurantes e atrativos culturais da região. O esforço vem dando resultado. Nos dois últimos anos, Piranhas duplicou a oferta de leitos.
A secretária Danielle Novis lembra que as ações da Setur-AL priorizam o planejamento do destino turístico ao longo do rio São Francisco, o desenho de produtos turísticos para a região, a capacitação profissional voltada ao fortalecimento dos serviços e a promoção e comercialização do destino.
Estas ações seguem as diretrizes do projeto de dinamização do São Francisco viabilizado em parceira com o Banco Interamericano de Desenvolvimento(BID), Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) com contrapartida do governo de Alagoas que tem trabalhado em quatro eixos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *