Teia 2013 será realizado de 08 a 11 de agosto, na cidade de São Paulo

[Por Revista Eventos, 06/08/2013]
Organizado pela Comissão Paulista de Pontos de Cultura, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, Ministério da Cultura e Prefeitura Municipal de São Paulo, evidencia os avanços conquistados em nove anos do Programa Cultura Viva. Mais de 1.000 pessoas estão sendo esperadas para os eventos e fóruns. A Mostra Artística dos Pontos de Cultura da Rede Cultura Viva – SP espera atrair um público que soma cerca de 30 mil pessoas.
A programação completa está no blog http://teiapaulista.net.br
A cidade de São Paulo receberá, de 08 a 11 de agosto (quinta a domingo), em diversos espaços no Centro da cidade um verdadeiro banho de cultura, com ações, artistas e atividades provenientes dos quatro cantos do estado. A “teia”, termo para o coletivo que define essa concentração de “pontos” e “ponteiros”, é o extrato de um trabalho que vem sendo desenvolvido há nove anos, em todo o país.
Abrangência do programa: Crianças, adolescentes, jovens, mulheres, povos e comunidades tradicionais, populações em situação de vulnerabilidade social, famílias de baixa renda;
Foco: Saúde, educação, meio ambiente;
Fomento: Economia solidária, comunicação, inclusão digital, acesso a internet, cineclubes, casas de cultura e centros culturais, rádios e TV comunitárias.
O que é “Teia Estadual”?
É uma celebração à diversidade da cultura paulista. Seu objetivo é apresentar à sociedade, o resultado dos projetos de tecnologia criativa e transformação social realizados pelos Pontos de Cultura em diversas comunidades de várias cidades do Estado de São Paulo.
O que são “pontos de cultura”?
São entidades jurídicas de direito privado sem fins lucrativos, mas podem ser também, grupos e coletivos sem constituição jurídica, de natureza ou finalidade cultural. No contexto de sua proposta, desenvolvem e articulam atividades culturais em suas comunidades. Os Pontos de Cultura são parceiros do Estado na consecução das Políticas Públicas, em especial no campo da cultura, contribuindo para o exercício da participação social em prol dos direitos culturais, sociais, ambientais, econômicos e humanos e são reconhecidos pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, a partir de processo de seleção.
Não existe um modelo único para a constituição de um Ponto de Cultura, desde a descrição de suas atividades, bem como instalação ou forma de atuação. Neste contexto, são inúmeras as possibilidades de combinação de ações a partir das disponibilidades vinculadas à dinâmica própria de cada comunidade que, em gestão participativa, deve definir as necessidades de instalação física e de equipamentos de cada Ponto de Cultura.
Objetivo da Teia
O objetivo é reunir representantes de todas as redes de Pontos de Cultura do Estado de São Paulo, produtores e difusores de cultura, que foram contempladas pelos Programas ou Prêmios: Cultura Viva, Escola Viva, Ludicidade, Griôs, Viva Leitura, Mídia Livre e Interações Estéticas, entre outros;
A população interessada em prestigiar o evento e trocar experiências, interagir entre si, debater a cultura de todas as formas também é esperada, com expectativa de atrair 30 mil pessoas em todos os eventos.
Este será o maior Encontro de Pontos de Cultura por estado do Brasil, organizado e produzido com gestão compartilhada entre três entes federados e sociedade civil.
*O Estado não faz Cultura, o Estado promove Cultura*
História – Programa Cultura Viva
O Ministério da Cultura-MinC, por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural, criou e desenvolveu, nos últimos nove anos, o Programa Cultura Viva surgiu para fortalecer o protagonismo cultural na sociedade brasileira, valorizando as iniciativas culturais de grupos e comunidades, ampliando o acesso aos meios de produção, circulação e fruição de bens e serviços culturais, tendo como base os Pontos e Pontões de Cultura. Por meio dele, compartilhou com a sociedade civil a responsabilidade pela produção e difusão de Cultura, Educação e Cidadania. Incentivou, preservou e promoveu a diversidade cultural brasileira; com a missão de promover uma exposição do Brasil, reconhecer e reverenciar a cultura viva de seu povo.
Abrangência
O programa contempla iniciativas culturais que envolvem comunidades, arte, cultura, cidadania, conhecimento da cultura digital e economia solidária. Os Pontos de Cultura, são vistos por produtores, artistas, ativistas e gestores públicos como um marco nas políticas culturais brasileiras. Por meio dele, o Estado reviu sua posição tradicional – a de “promotor das belas artes”; reconheceu que a sociedade brasileira, em sua diversidade, é a principal fonte de produção e renovação da cultura nacional. O sucesso do programa é reconhecido em inúmeros estudos teóricos e acadêmicos, no país e no Exterior.
Atualmente, há cerca de 3.700 Pontos de Cultura em todo o território nacional, sendo que no Estado de São Paulo, somam-se 705, a maior concentração dos pontos de cultura do país. A Rede Cultura Viva do Estado de São Paulo é representada pela Comissão Paulista dos Pontos de Cultura – CPPC.
Esta comissão nasceu como resultado do primeiro Fórum Paulista de Pontos de Cultura, realizado em Diadema, em abril de 2008. Em março de 2010, foi realizado o segundo Fórum Paulista, em Guarulhos.
Serviço
O evento será realizado em 4 (quatro) dias, entre 08 e 11 de agosto de 2013.
• Fórum
• Feira de Economia Solidária
• Oficinas das Ações
• Exposição de Artes
• Mostra Artística
• Feira de Economia Solidária
• Comidas Tradicionais dos Pontos
• Concurso de Audiovisual – Prêmio Cultura Viva Audiovisual – Teia SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *