Quais são mídias sociais mais usadas para organizar eventos?

[Por Exame, 20/08/2013]
Amplamente utilizada por empresas e marcas, as redes sociais captam também a função de organizar e administrar eventos, independente do tamanho.
Segundo pesquisa divulgada pela Amiando, que trabalha com a venda de ingressos online, as principais mídias utilizadas são Facebook (78%), Twitter (56%) e LinkedIn (49%), seguidas por YouTube (42%) e Google Plus (39%).
Foram entrevistados 1500 organizadores de eventos ao redor do mundo, especializados em diferentes frentes, como conferências, treinamentos, eventos corporativos e seminários.
Como exemplo de impacto, o levantamento cita a partida final da UEFA Champions League, entre FC Bayern München e Borussia Dortmund, quando 4,8 milhões de tweets foram criados sobre o evento.
A pesquisa mostra também os objetivos buscados em uma divulgação nas redes sociais. 58% dos entrevistados procuram aumentar seu awareness (percepção) da realização, enquanto 49% preferem amplificar a exposição da marca.
Para 41%, a prioridade é criar um novo canal de comunicação e 30% acreditam que o melhor é desenvolver a lealdade com o consumido. A geração de novos leads (ou contatos) é a meta para apenas 22% dos organizadores.
A divulgação de eventos nas redes sociais ganha ainda mais força, segundo Gabriel Borges, quando utilizado por marcas que falem diretamente com jovens.
O CEO da Ampfy, agência de comunicação especializada em aproximar marcas e consumidores da dinâmica das mídias sociais, aponta para a Fusion Energy Drink (Ambev), como uma amostra.
“Em uma das frentes de atuação da conta, atuamos na promoção de festas que levam a marca, tanto as realizadas pela empresa, como às que contam apenas com seu patrocínio. Vemos pelos resultados a força que o Facebook, por exemplo, tem na propagação deste tipo de material” , explica Borges.