Festival de inverno movimenta cidades mineiras

[Por Brasilturis, 09/07/2013]
Com o objetivo de lançar luz sobre as mais diversas manifestações culturais e sociais e as diferentes maneiras de pensar o mundo, o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2013 – Em Tempos Diversos traz, este ano, uma temática em harmonia com as transformações dos tempos modernos. Explorando diversos olhares e múltiplos saberes, serão realizadas até o dia 28 deste mês centenas de atividades artísticas e discussões conceituais gratuitas, com o objetivo de reafirmar a importância das manifestações culturais, reforçando o diálogo entre a população local e os milhares de turistas que tradicionalmente visitam Ouro Preto e Mariana durante o período.
O evento é realizado pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), por meio da Fundação Educativa de Ouro Preto (FEOP), em parceria com as prefeituras de Ouro Preto e de Mariana, e se divide em sete curadorias: Artes Cênicas, Artes Visuais (cinema, vídeo, fotografia), Artes Plásticas, Música, Infantojuvenil, Literatura e Patrimônio.
O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana é uma das mais tradicionais festas do gênero em todo o País e ganha ainda mais força pelo fato de ser realizado, simultaneamente, em duas das mais importantes cidades históricas de Minas Gerais. Ao adotar uma temática única, o evento tem como objetivo propiciar a ampliação dos debates, abarcando a diversidade de conceitos de raça, sexualidade, comportamento, social etc. A abordagem e reflexão de temas relacionados à dinâmica do município, como a construção e ocupação da cidade, local de diversos e múltiplos fazeres, também será integrada às discussões.
Como tradicionalmente acontece, o Festival de Inverno ocupará os mais variados pontos das cidades. Bairros localizados fora do centro histórico e distritos também receberão uma vasta programação, favorecendo assim o encontro dos mais diferentes públicos em atividades como debates, oficinas e apresentações; favorecendo o turismo sustentável e a preservação da memória artística regional, nacional e internacional.
O lado social também será fortemente trabalhado por meio de projetos como o Festival na Escola, que investe na formação de novos públicos. O evento aposta ainda na diversidade cultural estendida aos distritos, por meio da promoção de uma agenda direcionada aos mais diversos públicos, e no incentivo à participação das comunidades periféricas nas atrações do Centro Histórico.
Já por meio do Circuito Festival, o Festival de Inverno organiza circuitos turísticos diferenciados, integrando ateliês, galerias, museus, parques ecológicos e restaurantes. O objetivo é integrar estruturas já existentes na região, aumentando seu potencial de visibilidade, e favorecendo assim o desenvolvimento social.
A programação cultural é um dos destaques. Shows com artistas de renome nacional serão em breve anunciados, bem como a participação de grupos de teatro e dança e a agenda de oficinas.