Pesquisa faz mapeamento das mídias sociais no setor de turismo

[Por Revista & Eventos, 28/05/2013]
Um estudo realizado pelo Ipeturis (Instituto de Pesquisas, Estudos e Capacitação em Turismo), por encomenda do Sindetur-SP (Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo), mapeou o uso das mídias sociais no setor de agenciamento turístico. Segundo a pesquisa, 54% das agências entrevistadas utilizam a rede para aumentar as vendas e fidelizar clientes.
Citado pela maioria (97%) das empresas de turismo consultadas, o Facebook é a mídia social mais popular. Para Marciano Freire, diretor do Ipeturis, o estudo permite identificar como o consumidor mudou sua forma de pesquisar e planejar viagens. “Com a evolução tecnológica, as mídias sociais se tornaram indispensáveis para o trabalho dos agentes de turismo na comunicação com o cliente. Quem saiu na frente já ocupa um valioso espaço no mercado”.
Importância das mídias
A maioria dos entrevistados (85%), mesmo aqueles que não aderiram ainda à rede, considera sua importância no aumento do fluxo dos negócios. “O fato de reconhecerem a relevância das mídias sociais diante da concorrência no mercado atual pode indicar um processo de crescimento no uso da rede ao longo dos próximos meses ou anos”, analisa Eduardo Nascimento, presidente do Sindetur-SP.
A postagem de notícias e a realização de campanhas de marketing, além da comunicação com clientes são as principais funções das mídias sociais entre as empresas do setor de turismo. A pesquisa identificou que ainda falta informação no segmento turístico quanto aos benefícios das mídias sociais para as empresas, bem como a necessidade de capacitação no uso adequado da rede. Veja a seguir o levantamento completo do Ipeturis:
PESQUISA: MÍDIAS SOCIAIS E O SETOR DE TURISMO
O uso de mídias sociais pelas empresas tem se revelado muito importante em alguns segmentos para o aumento do desempenho nos negócios, caso das agências de turismo. Diante da concorrência acirrada, a tecnologia e a comunicação via internet se tornaram ferramentas fundamentais para aproximação e fidelização do cliente.
Como o tema ainda é recente, muitas empresas ainda não compreenderam o potencial das mídias sociais ou não se familiarizaram com o uso das novas tecnologias para ampliar os negócios, motivo que faz com que as mais atentas ganhem destaque no mercado.
Critérios da pesquisa
A maioria das empresas consultadas são (72,9%) agências de turismo, seguidas de operadoras (19,2%).
Uso das mídias sociais
Pouco mais de 50% das empresas de turismo utilizam mídias sociais na comunicação com o cliente. De acordo com o levantamento, ações de capacitação para o uso e melhor aproveitamento do meio são necessidades identificadas.
Redes sociais utilizadas

Praticamente unanimidade entre os usuários de mídias sociais, o Facebook é a rede mais utilizada, com 97% de citação pelas empresas, seguido do Twitter, com 53%. Outras mídias mencionadas, mas que ainda estão em processo de ascensão são o Instagram e Pinterest. Vale ressaltar que alguns dos entrevistados consideram seus sites institucionais uma mídia social, o que denota certo desconhecimento sobre o tema.
Utilização e ações realizadas
Quase 90% das empresas de turismo que responderam o questionário utilizam as mídias sociais para a postagem de notícias, 85% delas realizam a divulgação de campanhas de marketing voltadas ao público com acesso à internet e 81% das organizações investem tempo na rede para a comunicação com clientes.
Importância das mídias
Apesar de um significativo percentual das empresas de turismo consultadas não utilizarem as mídias sociais, a maioria considera que são importantes ou muito importantes para o mercado de agenciamento turístico.
Satisfação com uso
Quase 60% dos entrevistados avaliam que a forma como suas empresas utilizam o potencial das mídias sociais atualmente é satisfatória, porém poderia melhorar.
IPETURIS
Fundado e mantido pelo Sindetur-SP, o Ipeturis foi criado em 2002 com a missão de promover pesquisas, estudos e capacitação com o objetivo de aprimoramento técnico e o desenvolvimento econômico do setor de turismo em todos os seus segmentos. São mais de 30 trabalhos desenvolvidos, entre eles a elaboração de estudos de natureza ambiental, administrativa, econômica e jurídica, além de indicadores do setor de turismo, análise de situação e tendências do mercado, avaliação de programas de produtividade, qualidade e gestão.
SINDETUR-SP
Presidido pelo empresário Eduardo Nascimento, o Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo foi fundado há mais de 60 anos e é o representante legal de mais de 6,6 mil empresas de turismo no estado de São Paulo. A entidade cumpre o papel de foro permanente de estudos e debates da indústria do turismo, na perspectiva do desenvolvimento técnico e econômico do setor de agenciamento de serviços turísticos. Faz parte da missão do SINDETUR-SP o aprimoramento dos agentes de turismo por meio da capacitação profissional, proporcionando acesso gratuito à informação técnica, atualizada e de qualidade.