Gastos com viagens de negócios serão iguais ou maiores em 2013

[Por Portal Eventos, 19/12/2012]
Os resultados foram divulgados na semana passada. O levantamento feito com 200 CFOs americanos e executivos financeiros experientes descobriu que a importância de se fazer reuniões presenciais são o principal motivo para investir em viagens de negócios.
Quando perguntados sobre quais são os motivos mais importantes para fazer estes investimentos, 37% dos executivos de finanças disseram “construir novos negócios” e 35% “manter negócios atuais”. Mas 64% afirmaram que as políticas de viagens corporativas continuarão a ser restritivas.
Segundo Darryl Brown, presidente da Global Pagaments Corporativos Globais – Américas, da American Express, os “guerreiros da estrada podem ter a expectativa de continuar visitando os clientes atuais e clientes em potencial em 2013, porque estes são os tipos de viagens que impulsionam as vendas”.
“As empresas estarão procurando gerenciar seus programas por meio de redução de custos através de taxas de desconto negociadas e uma ênfase estratégica em viagens de alto valor”, reforçou ele. A American Express também perguntou aos CFOs sobre o iminente “penhasco fiscal”.
Nas respostas, 79% esperam um impacto sobre os planos de crescimento de suas empresas. Esperam crescimento de receita para suas empresas no próximo ano 75%, e 69% têm expectativa de lucros maiores.
“Os CFOs fazem investimentos inteligentes e experientes, para que possam competir e crescer”, disse Brown. “É encorajador ver que as empresas pretendem gastar em áreas como desenvolvimento de novos produtos, fazendo um alicerce para um crescimento mais forte no futuro.”