Presidente da Embratur fala sobre o Turismo no Brasil

[Por Mercado e Eventos, 23/06/2012]
Na última quarta-feira, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em entrevista ao canal NBR, Flávio Dino, presidente da Embratur, falou da atuação do instituo para mostrar estratégias brasileiras de desenvolvimento econômico e sustentável.
Flávio falou sobre o destaque que o Brasil tem como Turismo Ecológico e de Aventura, e a importância dessa imagem de um destino sustentável.
“O Brasil já é reconhecido, inclusive certificado como um destino recomendado no mercado internacional. Nós incentivamos essa vocação porque acreditamos que o turismo, acima de tudo, é a imagem de um país. Quando uma empresa pensa em fazer um evento, ou até mesmo uma pessoa planeja sua viagem, isso precede de uma imagem positiva do país para que ele faça parte dessa escolha. Por isso é muito importante essa associação do Turismo com o Meio Ambiente. Temos a preocupação com a estruturação destes destinos, a partir dessa grande exigência do mercado internacional, e quando fazemos a promoção internacional, nós valorizamos os produtos e destinos que tem a preocupação com essa temática.”
O presidente da Embratur aproveitou para também falar do Rio de Janeiro, que receberá nos próximos anos eventos de grande porte. “Estamos vivendo um ciclo virtuoso, e há um ranking internacional que mensura as posições do Brasil, hoje somos a sétima nação que mais promove eventos internacionais do mundo. A realização, com êxito, da Rio +20 reafirma esse ciclo, e sinaliza para o comprimento da nossa meta. Que é colocar o Brasil no hall dos cinco países que mais promove eventos internacionais, e manter. Isso significa a confirmação de uma imagem e uma geração de emprego.”
O balanço não deixou de fora os pontos negativos que a Rio +20 deixou evidente. “Não podemos ter a visão ingênua de que tudo foi perfeito. Não é no Brasil, e não o é em nenhum lugar do planeta. Há problemas organizativos em eventos de massa, que são complexos, por envolverem muitas pessoas. E isso serve de teste para vermos pontos positivos e identificar os problemas que ainda temos, como por exemplo, a mobilidade urbana. Para que quando tiver outro mega evento estarmos preparado”.
Para finalizar, Flávio falou sobre os investimentos e ações que a Embratur realiza e irá fazer nos próximos anos para promover o Brasil no exterior.
A Embratur tem um orçamento de 200 milhões de reais, e hoje é voltada essencialmente a promoção desses eventos internacionais. Estivemos presentes na Rio +20, seja na organização ou na divulgação, junto com o Ministério do Turismo, e vamos estar presente agora nas Olimpíadas de Londres, onde vamos lançar a nossa nova campanha publicitária, temos a compreensão do caráter estratégico dos eventos, e que eles são fundamentais para o crescimento do Turismo, e assim chegar a nossa meta, que é dobrar o número de turistas estrangeiros, chegando a 10 milhões de turistas estrangeiros por ano, e triplicar o ingresso de divisas para US$ 20 bilhões oriundos do turismo internacional”.