Chapecó investirá na construção de novo centro de eventos

[Por Portal Eventos, 08/06/2012]
Chapecó vai ganhar um centro de eventos. O Chapecó Multiparque, um projeto apresentado pela arquiteta Márcia Regina Damo, diretora de Projetos Especiais da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), deverá receber grandes eventos com parque tecnológico, autódromo, feiras e exposições.
De acordo com a arquiteta, apesar do município possuir dois importantes espaços para realização de eventos de grande porte – Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves e Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nes –, os locais são insuficientes diante do crescimento. A cidade já promove mais de 25 eventos anuais. “As maiores feiras, como Efapi, MercoAgro e Mercomóveis, por exemplo, não conseguem aumentar o número de expositores devido à falta de estrutura física”, argumenta Márcia.
O Projeto Chapecó Multiparque foi desenvolvido com base em espaços que recebem grandes eventos em todo o Brasil e alguns no exterior. “As palavras chave são integração, modernidade, futuro e sustentabilidade. O parque está sendo projetado para absorver o que existe de mais contemporâneo no sentido construtivo e de implantação, para que se otimize espaços e se dê condições de uma utilização plena desses espaços por todos”, enfatiza Márcia.
A arquiteta explica que, para a execução do empreendimento, será necessária uma área total de 1,5 milhão de metros quadrados. No local está previsto a disponibilização de uma área para locação do Condomínio Tecnológico do Oeste (Deatec) e espaços para hotel executivo, restaurantes, parque público de lazer, pista de automobilismo, kartódromo, velódromo, motovelocidade com a estrutura complementar de arquibancadas, paddock, boxes, administração e torre de controle.
Também serão construídos quatro pavilhões em sistema modulado, interligados, com área individual de 12 mil metros quadrados, para utilização em eventos, feiras, atividades esportivas, shows, simpósios, seminários e conferências. O complexo ainda será complementado com estrutura total para shows, áreas de estar para público, área para exposição e comercialização de animais, heliporto, terminal de ônibus, estacionamento para ônibus, motos e cerca de 4,5 mil carros e parque de diversões.
Márcia afirma que é necessário um investimento de US$ 40 milhões para concretização do parque, que poderá ser feito em etapas e com a participação pública e privada. “O modelo que propomos é a constituição de uma parceria público-privada, tanto para execução do empreendimento, como para sua gestão. O plano de negócios que está em vias de contratação pela Acic nos apontará os melhores caminhos”, aponta.
A meta, agora, é unir as entidades na busca de recursos financeiros para viabilizar a proposta. “Não conquistaremos este espaço sem a união de empresas, instituições públicas e o incentivo dos governos municipal, estadual e federal. Precisamos deixar claro que não é um projeto da Acic ou de uma única entidade. É uma iniciativa de toda a sociedade que pensa no futuro de Chapecó”, ressalta Maurício Zolet, presidente da Acic.
Orivaldo Chiamolera, presidente do Conselho Deliberativo da Acic, enfatiza que o projeto transformará Chapecó e trará novas oportunidades para o turismo de negócios e eventos. “A cidade merece esta proposta inovadora e depende do apoio de todos os setores”, complementa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *