Gastos com business travel no Brasil vão crescer 13% em 2012

[Por Comitê de Viagens Corporativas, 28/05/2012]
A GBTA – Global Business Travel Association anunciou os resultados de seu estudo inaugural “GBTA BTI Outlook – Brazil”, patrocinado pela VISA. O estudo inclui o GBTA Business Travel Index (GBTA BTI), que permite avaliar a performance do mercado e as perspectivas do setor de viagens de negócios em uma única métrica que pode ser rastreada ao longo do tempo. Os destaques do GBTA BTI Outlook – Brazil são: · Os gastos com business travel (BTS) no Brasil vão aumentar 13% em 2012 e 15,7% em 2013, para US$ 31,1 bilhões e US$ 36 bilhões, respectivamente; · O PIB brasileiro deverá crescer 3,8% em 2012 e cerca de 5% em 2013; · Os gastos brasileiros com viagens de negócios (BTS ou business travel spending) mostram uma forte correlação com o crescimento do emprego doméstico – os BTS estão sempre um quarto à frente da subsequente criação de empregos; · Em 2013, os gastos domésticos com viagens de negócios constituirão 78% dos gastos totais (com business travel); · Os gastos com viagens de negócios internacionais (outbound) vão registrar um crescimento recorde de dois dígitos nos próximos dois anos e atingirão US$ 7,3 bilhões no final de 2013; · Estima-se que o Brasil cresça da 9ª para a 8ª posição no ranking mundial de BTS (gastos com viagens de negócios). Veja o ranking de gastos por países no próximo Hot News; · O GBTA BTI atingirá 274 no final de 2012 e 318 no final de 2013. Michael W. McCormick, director executivo e COO da GBTA disse que o sucesso das pesquisas da entidade mostram que há uma forte demanda por esses dados. “Com o crescimento do mercado brasileiro, foi o país escolhido para este novo estudo”, disse McCormick. “Ele é o primeiro de uma série que será realizada pela GBTA e esperamos que a análise do Brasil e dos próximos estudos, China e Europa Ocidental, possa ajudar a iluminar as ligações entre gastos com busines travel e os motores econômicos desses países”. Os gastos com viagens de negócios se expandiram a uma impressionante taxa na última década e segundo o GBTA BTI Outlook – Brazil, esses gastos registrarão crescimento de dois dígitos nos próximos dois anos. Grande parte desse aumento pode ser atribuído a um aumento real no montante de gastos com viagens, mas uma pequena parte corresponderá ao aumento dos preços de viagens. Wellington Costa, presidente da GBTA Brasil comenta que “as viagens de negócios são cruciais para o crescimento econômico e, com sua vibrante economia, o Brasil está prestes a se tornar um grande hub de business travel nos próximos anos. O crescimento do mercado de viagens corporativas tem sido notável, especialmente à luz da desaceleração econômica de 2008-2009. Seus gastos com viagens de negócios estão em 8º lugar no ranking mundial, com US$ 28 bilhões, mas este estudo mostra que ele superará seu concorrente mais próximo nos próximos três anos”. O estudo também mostra a estreita correlação entre o crescimento do emprego no Brasil e os gastos com viagens, bem como a maior participação dos gastos com viagens corporativas domésticas e o aumento das viagens internacionais (veja dados acima, nos destaques). O GBTA BTI do 4º trimestre de 2011 mostra que o índice subiu para 238, depois de ter ficado relativamente estável nos três trimestres anteriores. O GBTA BTI para o Brasil está projetado para voltar a registrar uma forte trajetória de alta em 2012-2013, acompanhando o contínuo crescimento da economia doméstica e global. No final de 2012, estima-se que o GBTA BTI alcance 274 e um ano depois, que chegue a 318. O índice para todos os países é derivado de seus gastos totais com business travel. Especificamente para o Brasil, a base 100 do GBTA BTI é equivalente ao segundo trimestre de 2005.

2 thoughts on “Gastos com business travel no Brasil vão crescer 13% em 2012”

Os comentários estão fechados.