Parque da Colina recebeu 60 mil visitantes em 2011

[Por Mercado e Eventos, 29/02/2012]
Inaugurado no dia 2 de setembro do ano passado, o Parque da Colina, localizado na cidade de Nova Trento, em Santa Catarina, fechou o ano com cerca de 60 mil visitantes. O parque, que conta com seis bondinhos, facilita o acesso à Estação da Colina a partir do Santuário de Santa Paulina e oferece atrativos como trilhas ecológicas e mirante com vista para o santuário, por exemplo.
O diretor do parque, Aristides dos Santos Júnior, ressaltou que a aceitação do parque foi muito boa pelos visitantes do destino. Para ele, as expectativas foram superadas. “Atingimos o objetivo, apresentando uma proposta diferenciada unindo o turismo convencional com o turismo religioso, pois o transporte de teleférico visa dar conforto, segurança, facilitando o transporte até o topo da colina, especialmente de idosos e portadores de necessidades especiais, agregado ao lazer familiar”, explicou.
Santos destacou que o parque também ajudou a aumentar o número de turistas no destino. Ele lembrou que durante o processo de instalação do teleférico o número de visitantes na cidade de Nova Trento era em torno de quarenta mil pessoas por mês. “Dois anos depois os números vem crescendo de acordo com ascensão do turismo religioso, passando por mês 75 mil pessoas atualmente”, disse.
Embora não tenha nem um ano de vida, o parque seguirá apresentando novidades em 2012. Santos afirmou que já está em funcionamento a Jardineira, veiculo turístico utilizado para o transporte e passeio no complexo do Santuário Santa Paulina com destino a estação de embarque. “Durante o trajeto são apresentados os pontos de visitação do local. Este veículo teve uma participação especial na novela Araguaia da Rede Globo”, contou.
Distribuição – Santos ressaltou a importância do agente de viagens na divulgação e na venda de ingressos para o parque. Segundo ele, o produto já tem uma grande aceitação no fechamento de pacotes com agências de viagens. “Além da participação em feiras específicas do setor, como as principais no Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina, estreitando os laços com as agências de viagens”, salientou. “ As agências de viagens são fundamentais para as cidades turísticas, gerando o aumento da movimentação econômica nas cidades e equipamentos turísticos”, complementou.
Segundo Santos, atualmente 30% das vendas são feitas por meio das agências de viagens. Por este motivo, o parque já criou um departamento exclusivo para o atendimento aos representantes do turismo. “Neste setor negociamos as taxas de comissionamento já existentes, havendo a variação de acordo com demanda e frequência de vendas, citando como exemplo um tarifário de 20% sobre o ingresso de maior valor”, finalizou.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *