Serviços extras gerarão US$ 32,5 bi para as aéreas

[Por Panrotas, 27/10/2011]
De acordo com estudo da Amadeus, em parceria com a IdeaWorks, os serviços complementares das aéreas gerarão US$ 32,5 bilhões em 2011. Na contramão, o mercado de aviação deve ter queda de US$ 4 bilhões no lucro e um gasto com combustível de US$ 10 bilhões acima do índice do ano pasado.
A pesquisa foi realizada com mais de 200 companhias aéreas de todo o mundo. As empresas foram divididas em companhias com maior receita advinda dos serviços complementares (US$ 4,3 bilhões); principais companhias norte-americanas (US$ 12,5 bilhões); companhias de baixo custo (US$ 4,8 bilhões); e companhias tradicionais (US$ 10,9 bilhões).
O documento conclui ainda que a maior parte (50%) da receita de serviços complementares das principais companhias aéreas dos Estados Unidos são de programas de milhagem. Em segundo lugar, com 20%, está a comercialização de fee para bagagens.
O restante estaria relacionado a outros serviços à la carte e atividades comissionadas, que variam de companhia para companhia com venda de comidas e bebidas durante o voo, acesso à internet wi-fi, check-in antecipado e reserva de hotéis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *