Rio se consolida como capital de grandes eventos

[Por Mercado e Eventos, 24/09/2011]
O Rio de Janeiro está tendo uma das melhores temporadas turísticas já vivenciadas na sua história. Hotéis lotados, recordes de ocupação hoteleira e grande visibilidade internacional são consequência de um calendário oficial de eventos da Prefeitura do Rio cada vez mais forte, elevando, inclusive, o número de visitantes em épocas antes consideradas de baixa temporada. O Rio não para de receber estrelas internacionais e vem se acostumando a ser palco de grandes acontecimentos. Gastronomia, cultura, esporte, moda e música reforçam a riqueza de uma cidade abençoada por suas belezas naturais e seu povo hospitaleiro.
Evento do momento, o Rock in Rio lota os hotéis da cidade, que registram recordes de ocupação para todos os dias do festival. Na região central da cidade já não há mais vagas. No momento, os hotéis da Barra da Tijuca e de São Conrado contabilizam 98% de ocupação, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH). A expectativa de ocupação durante o evento é de 100%.
O Rock in Rio 2011 atrairá 315 mil turistas para o Rio e gerará um impacto econômico de cerca de US$ 419.247.377 na cidade. Para o Secretário Especial de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, isso reforça a eficácia do calendário de eventos da cidade e o fim da baixa temporada no turismo carioca.
“A escolha do mês de setembro para a realização do Rock in Rio foi proposital, para preenchermos um mês antes considerado de baixa temporada. Normalmente não chegaríamos a 70% de ocupação hoteleira nesta época, mas estamos com os hotéis lotados. O Rio de Janeiro está vivendo um momento histórico e com grande maturidade na realização de grandes eventos. E vamos ter muito mais, já que nos preparamos para a Copa do Mundo e Olimpíadas”, disse o secretário.
O bom momento do turismo carioca vem sendo sentido desde o início do ano, quando o Rio recebeu 1 milhão de turistas no Carnaval, sendo 40% estrangeiros, quando eram aguardados menos de 700 mil. O último verão atraiu cerca de 2,6 milhões de visitantes para a cidade. No Réveillon, 620 mil brasileiros e estrangeiros ocuparam o Rio.
Meses depois, em maio, época em que a ocupação hoteleira costuma apresentar queda de 30%, o trade hoteleiro da cidade superava 70% de ocupação, graças a eventos como Fórum Econômico Mundial, Viradão Carioca, Campeonato Mundial de Surf, além dos shows do ex-beatle Paul McCartney. Em agosto, o UFC trouxe milhares de turistas para a cidade, que apresentou taxa de ocupação de 96% na Barra da Tijuca e 85% na Zona Sul.
Além da tradicional festa de Réveillon em Copacabana e o Carnaval, eventos cada dia mais cobiçados pelos turistas já constam na agenda de grande porte da cidade, como a Rio +20, em 2012, a Copa das Confederações, em 2013, a Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas de 2016. Com tudo isso, a cidade se consolida como um dos maiores destinos turísticos do mundo e a Capital Mundial dos Esportes. Para acomodar seus visitantes, a o Rio chegará ao final de 2013 com mais de 31 mil quartos e em 2016, com 34 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *