Gastão Vieira anuncia parcerias e campanha para fomentar turismo interno

[Por Mercado e Eventos, 22/09/2011]
Ao receber os jornalistas da mídia especializada para um café da manhã, na sede do MTur, em Brasília, o novo ministro do Turismo, Gastão Vieira, anunciou que discutiu hoje uma parceria com o Ministério da Educação para realização de programas conjuntos incluindo cursos de idiomas e bolsas de estudos para inserir universitários no programa de capacitação para a Copa. “Estive há pouco com o ministro da Educação, Fernando Haddad, onde definimos uma série de parcerias para capacitação e utilização dos estudantes nas mais diversas áreas. Isso inclui até mesmo bolsas de estudo para os que mais se destacarem”, afirmou.
Gastão Vieira disse também que o fato do dólar ter ultrapassado a barreira de R$ 1,90 pode gerar ganhos para o setor. “Issso representa uma oportunidade para incrementarmos o turismo doméstico e também a entrada de mais divisas internacionais, já que os turistas virão mais ao Brasil”. Ao ser questionado sobre o fato de não ser um especialista da área, o ministro lembrou que um governo de coalização política leva a indicações deste gênero. “Lembro, porém, que trabalhei nas áreas econômica e no planejamento. Sou um homem sintonizado com as coisas do meu país. Vou aproveitar a equipe técnica para me assessorar. Recebi muito tranquilo esta escolha e me sinto preparado para realizar esta missão que me foi atribuída”, garantiu
Em seguida reconheceu que o prazo para a Copa angustia todo mundo. “Mas temos que pensar um pouco mais adiante. Temos de pensar na mão de obra que ficará ociosa após o evento e, neste aspecto, tenho reunião esta semana com o ministro Gilberto Cardoso para discutar parcerias de inclusão social”. Para ele, o papel do MTur na Copa deve ir além do programa Bem Receber Copa. “O MTur pode ajudar e contribuir em muitas áreas. Temos restrições orçamentárias, mas conto com a matriz de gastos que vai sair para a Copa e com programas adequados para ter parte neste processo na distribuição de verbas”.
O ministro admitiu que na situação atual não tem o direito de errar. Lembrou que diante da crise, o turismo pode ser a grande alavanca para recuperação da economia. Para Gastão Vieira, só existe um meio de recuperar a credibilidade da pasta. “Só com ações e muito trabalho poderemos recuperar esta credibilidade”.
Na ocasião, a secretária de Politicas Nacional de Turismo, Bel Mesquista, confirmou a criação de um comitê para estudo de ações estratégicas voltado para os diversos segmentos da sociedade. “Vamos voltar com programas para a terceira idade, para o trabalhador, para estudantes e outras áreas”. Ela anunciou também o lançamento de uma campanha baseada em dois temas. “Porque o turismo é importante para o Brasil” e “Porque o turismo é importante para você?”. A campanha será lançada por ocasião do Dia Mundial do Turismo.
Ao comentar sobre as políticas de inclusão social no turismo, o ministro confirmou que terá um encontro com o ministro Moreira Franco onde pretende discutir políticas para o setor. Citou como exemplo o Delta do Parnaíba, onde a população mais carente poderia, a seu ver, trabalhar no receptivo dos turistas. “Em Barreirinhas, no Maranhão, isso já existe”. Antes de finalizar, ele elogiou o ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, com quem terá um encontro na próxima semana para discussão da Conta Satélite.
Ao falar do PNT, lembrou a importância do documento. “Se tivermos metas claras e definidas, poderemos ter resultados expressivos e é um instrumento de fundamental importância. Estou conhecendo o trabalho e os projetos que estavam em andamento no MTur. Não tenho dúvidas da importância do PNT. Vou à reunião da Comissão de Turismo da Câmara para solicitar apoio de projetos com recursos para o setor”.
Ao explicar sobre as medidas para atualizar dados da Conta Satélite, pediu a José Francisco Salles que destacasse a importancia da mesma. José Francisco lembrou que o ideal é se criar um Sistema Estatístico do Turismo para catalogar dados.
Gastão Vieira abordou também o tema do turismo de fronteira e a importância da desburocratização na entrada de turistas. “Estamos agora participando de reuniões com outras pastas para discutirmos medidas. Há projetos também para regulamentação de atividades como a dos turismólogos”. Ao finalizar, disse que pretende fazer com o que o turismo volte a ser uma prioridade do governo
“Apesar de lembrar que está há quatro dias no Governo, manifestou sua esperança na recuperação do setor. Creio que o turismo poderá ter muito em breve um papel importante. Tenho certeza de que a presidenta vai incluir o turismo na pauta em programas como o Pronatec. Não somos apenas nós que temos problemas e outras pastas também têm suas dificuldades. Brevemente teremos boas novidades para todos”, finalizou, não sem antes propor reuniões bimensais com a imprensa especializada para anunciar novidades e ouvir sugestões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *