ABEOC participa da Semana do Turismo em Brasília

No dia mundial do turismo (27/09), a presidente da ABEOC, Anita Pires, participou de dois eventos da programação da 5ª Semana de Turismo, realizada pelas comissões temáticas da área do Senado e da Câmara. Pela manhã, no plenário da Câmara, um debate com sobre o tema “Turismo: aproximando culturas” e sobre a inserção do Turismo no programa de incentivo fiscal Brasil Maior, lançado recentemente.
Anita Pires no plenário da Câmara, Brasilia, 27-set-2011
“Este programa beneficia a indústria nacional exportadora assegurando a capacidade de competição do Turismo brasileiro, pois somos o quarto na pauta de exportação”, analisa Anita Pires. Também estavam no plenário o ministro do turismo, Gastão Vieira; o presidente da Embratur, Flávio Dino; o presidente do CNC (Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio), Alexandre Sampaio de Abreu; e o presidente do Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo), Domingos Leonelli.
No período da tarde, a presidente da ABEOC participou de um seminário na Comissão de Turismo do Senado, também com a presença do ministro do turismo e do presidente da Embratur. “Foi apresentada a proposta de validação do segmento de incentivo, ou seja, que ferramentas teremos para mostrar o Brasil para o mundo”, conta Anita.
Em pauta também a Conta Satélite do Turismo (CST) e sua possível aplicação no Brasil. A CST é um sistema de informações desenvolvido pela Organização Mundial de Turismo (OMT) para medir as dimensões dos setores econômicos não especificados nas Contas Nacionais, que reúnem estatísticas sobre produção, consumo e exportação, entre outros.
A ideia é isolar o consumo do turista, com alojamento, transportes, alimentação, locação de carros e outros produtos e serviços, do consumo da população residente. Com esses dados objetivos, seria possível, por exemplo, definir melhores estratégias para o setor.
“Essa é uma oportunidade para que as organizações do segmento de turismo possam debater com o parlamento federal e deste modo possam contribuir para politicas publicas e também com uma ação concentrada junto à Câmara e ao Senado”, conclui Anita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *