Presidente do Ibram afirma que país estará preparado para Copa do Mundo

[Por Rafael Massadar, Mercado e Eventos, 19/08/2011]
Exigência da FIFA, todos os estádio da Copa do Mundo de 2014 devem possuir um museu do futebol. Para isso, o Governo Federal precisará investir ao menos R$500 milhões se quiser preparar os museus nas doze cidades que sediarão os jogos para receber parte dos turistas brasileiros e estrangeiros que deverão circular pelo país durante o evento. O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), José do Nascimento Júnior, afirma que o país estará preparado.
“Nós temos um projeto chamado Legado da Copa que envolvem as doze cidades que irão receber o evento e as cidades com 200 km de distância delas ou cerca de 2 horas, das sedes. Neste raio de ação, possuímos cerca de 700 museus. Junto com o Governo Federal, o Ibram irá melhorar a qualidade desses museus, além de coordenar a construção dos novos museus dentro das arenas que serão construídas ou reformadas.”, afirma, o presidente do Ibram.
Ainda de acordo com o presidente do Ibram, autarquia federal vinculada ao Ministério da Cultura e responsável por definir a política setorial, o Brasil já tem acervos e equipamentos de qualidade, reconhecidos internacionalmente, mas em uma ocasião como a Copa do Mundo – que deve atrair cerca de 3,5 milhões de turistas ao país – é necessário aprimorar o acervo permanente de todos os museus, capacitar os funcionários e aprimorar os espaços de exposição e os acessos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *