Cidades do interior de São Paulo voltam ao confinamento

Devido à alta de casos de covid-19, algumas cidades do interior do Estado de São Paulo voltaram a decretar confinamento para conter a expansão da doença, incluindo Ribeirão Preto, Franca, Bebedouro, Viradouro, Taiúva e Batatais. O município de Ribeirão Preto terá restrições mais rígidas a partir desta quinta-feira (27), incluindo a paralisação do comércio de rua, shoppings, restaurantes, bares, escolas, academias, padarias, pet shops e transporte público e o funcionamento de hiper e supermercados apenas por delivery até a próxima segunda-feira (31).

A cidade de Franca, que fica a 90 quilômetros de Ribeirão Preto, adotou as medidas por 18 dias, desde o último dia 20 até o próximo dia 6 de junho. No período, a administração municipal decretou o toque de recolher na cidade das 20h às 5h e a suspensão do atendimento presencial no comércio em geral, restaurantes, bares, shoppings e lojas de conveniência. Locadoras de equipamentos e utensílios para festas, assim como locação de chácaras e áreas de lazer, estão proibidas.

Em Bebedouro, a prefeitura decretou toque de recolher permanente desde o último dia 20, até o próximo domingo (30). A medida proíbe o “trânsito de pessoas, em qualquer horário, nas vias, praças, parques e logradouros públicos, inclusive para a prática de atividades esportivas e reuniões de qualquer natureza”. A cidade enfrenta falta de leitos hospitalares e, segundo a prefeitura, corre o risco de ficar sem oxigênio hospitalar e medicamentos para a intubação de pacientes.

A prefeitura de Viradouro decretou confinamento aos fins de semana desde o última sexta-feira (21), válido das 19h do dia 28 às 6h do dia 31. No período, está vedado o funcionamento de qualquer tipo de comércio ou serviço, ainda que nas modalidades drive thru, delivery ou take out. Para circular nas ruas, o cidadão terá de comprovar a necessidade com documentos.

No município de Taiúva, poderão funcionar apenas atividades essenciais até o dia 30 de maio, sendo que bancos e lotéricas não poderão trabalhar com atendimento presencial.

Já em Batatais, a administração municipal decretou confinamento com fechamento de todas as atividades econômicas, toque de recolher e interrupção do transporte público para conter a disseminação do vírus. O decreto com as restrições entrou em vigor no dia 15 e deve valer até 31 de maio.

 

Fonte: Panrotas