Riotur prevê 1,5 milhão de turistas no Carnaval e receita de R$ 3 bi com folia

[Por Mercado e Eventos, 13/01/2017]
Durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (13) a Riotur divulgou sua expectativa em relação ao Carnaval na Cidade. A entidade espera receber 1,5 milhão de turistas durante o carnaval no Rio. O publico total , entre cariocas e turistas, deve chegar a 5 milhões, superando o do ano passado em 10%.  O número foi fornecido pela Dream Factory, empresa que organiza o carnaval de rua do município com a Riotur.A movimentação deve gerar uma renda de aproximadamente R$ 3 bilhões. O presidente da Riotur, Marcelo Alves, afirmou durante um encontro no Centro de Operações da Prefeitura que o turismo na cidade deve ser tratado como um importante fator para melhorar a situação econômica do Rio. A lista dos blocos já autorizados – a Prefeitura não descarta que o número possa aumentar até a divulgação dos horários do desfile- foi divulgada no Diário Oficial desta sexta. Ao todo, o número de desfiles deve chegar a 577.
“Só vamos sair da crise se tratarmos e ampliarmos nossa vocação para o turismo. A gente está numa situação muito vergonhosa e a gente precisa e vai melhorar a situação. O carnaval é o nosso principal produto para alavancar o turismo no Rio. O carnaval ultrapassa todas as barreiras e não tem ninguém no mundo que não conheça e queira participar disso tudo. Temos que tratar como negócio de marketing, para que nos traga retorno financeiro”, afirmou o presidente da Riotur.
Ao ser questionado sobre possíveis mudanças no carnaval da cidade após o prefeito Marcelo Crivella assumir a prefeitura, Marcelo Alves disse que a estratégia será mantida e os esforços ampliados. “Nada irá mudar no carnaval do Rio nessa nova gestão. Pelo contrário, vamos ampliar e melhorar. Nosso objetivo é proporcionar segurança e conforto. Nossa preocupação é logística de conforto e segurança”, disse.
A Prefeitura anunciou um maior número nos banheiros químicos oferecidos para os foliões. Mais de seis mil novas unidades serão oferecidas para a população em relação a 2016, no total serão 31,8 mil banheiros para o carnaval. Outra questão abordada foi a possibilidade de transferência de alguns blocos, que desfilavam na Avenida Presidente Vargas, para a Avenida Primeiro de Março, entre eles Monobloco, Bloco da Preta, Bloco das Poderosas e Bola Preta. O desfile deles, porém, foi mantido para a Primeiro de Março, por razões como, por exemplo, o acesso ao Hospital Souza Aguiar.
Algumas novidades foram anunciadas para o evento em 2017. Nesta edição, a prefeitura criou um Comitê Gestor do Carnaval 2017. Outro ponto anunciado foi a presença de um palco no Boulevard Olímpico, na Zona Portuária do Rio.