Setor moveleiro aposta as fichas em eventos

[Por Jornal do Comércio, 27/01/2013]
Produção Equipotel Nordeste e Movexpo, ambas em maio no Centro de Convenções, são a esperança de retomada para um segmento que vê os negócios começarem a esfriar
PRODUÇÃO Equipotel Nordeste e Movexpo, ambas em maio no Centro de Convenções, são a esperança de retomada para um segmento que vê os negócios começarem a esfriar
Após um 2012 de vendas fracas, ao menos no varejo residencial de Pernambuco , o ramo de móveis tem no calendário deste ano dois grandes eventos para se preparar para um período de boas vendas. São a Feira de Gastronomia e Hotelaria (Equipotel Nordeste) marcada para acontecer entre os dias 7 e 10 de maio, e a Feira Nacional de Móveis para a Região Nordeste (Movexpo), agendada para o período de 21 a 24 de maio, as duas no Centro de Convenções.
Vikentios Kakakis, presidente do Sindicato da Indústria de Móveis de Pernambuco (Sindimóveis), vê nas feiras a esperança de que empresas do Estado consigam maior visibilidade perto da clientela, que é bem maior do que pessoas querendo mobiliar suas casas. Os clientes do setor vão de lojas e restaurantes a hotéis. Pernambuco tem cerca de 200 indústrias formais no setor.
Nas lojas de móveis do Recife, alguns lojistas relatam uma retração de até 30% nas vendas em 2012. Seria o resultado do fim do período de entrega de apartamentos comprados durante o boom imobiliário de 2010.
“O mercado pode ter desaquecido no último trimestre, porém mesmo com a pequena queda na taxa de crescimento continua com um aumento do consumo acima da média nacional. O Nordeste continua sendo a bola da vez no Brasil”, comenta Augusto Balieiro, diretor comercial do braço brasileiro da da Reed Exhibitions Alcantara Machado, subsidiária da Reed Exhibitions, multinacional do ramo de eventos.
As duas feiras, Movexpo e Equipotel, são da empresa.
De acordo com Balieiro, expositores de 15 Estados já confirmaram participação na Movexpo. “Temos fabricantes que vão participar das duas feiras ao mesmo tempo, mas com produtos diferentes. Uma feira é voltada para lojistas de magazines, a Movexpo, e a outra tem um outro público, focada hotéis e até restaurantes”, diz Augusto.
As cifras são altas porque envolvem negociações das indústrias com redes grandes, a exemplo da varejista de móveis e eletrodomésticos Insinuante.
Só a Movexpo, que ocorre a cada dois anos, movimentou R$ 200 milhões em sua edição anterior. Para este ano, na quinta Movexpo, são esperados até 25 mil visitantes e uma alta de 5% no volume de negócios. A Equipotel vai para a sua terceira edição.
A Reed Exhibitions tem 500 eventos em 39 países e está presente nas Américas, Europa, Oriente Médio e Ásia. Ela chegou em 1997 ao Brasil e em 2007 fundiu sua operação brasileira com a Alcantara Machado, brasileira líder do mercado na América Latina.