Impulsionado por Olimpíada, turismo estrangeiro cresce 4,8% no Brasil e chega a 6,6 milhões em 2016

[Por Hôtelier News , 04/01/2017]
Com desempenho recorde, o Brasil recebeu 6,6 milhões de turistas em 2016. Apurado pelo MTur (Ministério do Turismo), o número representa aumento de 4,8% na entrada de viajantes internacionais em relação ao verificado em 2015. O resultado foi fortemente influenciado pela realização da Olimpíada e da Paralimpíada, que aconteceram no segundo semestre, no Rio de Janeiro.
Ainda segundo aponta o ministério, o movimento histórico dos turistas estrangeiros injetou na economia brasileira o montante de US$ 6,2 bilhões. O valor equivale a mais de R$ 21 bilhões e é 6,2% maior do que o registrado em 2015. A entrada de recursos não foi recorde como o número de visitantes devido às variações do câmbio que refletem diretamente no turismo.
Os dados foram divulgados hoje (4) pelo ministro responsável, Max Beltrão, e contou também com informações cedidas por Banco Central e Polícia Federal. “Os números são extremamente positivos. Se comparados com o contexto internacional, mostram que ainda podemos avançar muito, mas comprovam que soubemos aproveitar os megaeventos que realizamos no País”, pontua o líder da pasta.
O perfil da maior parte dos visitantes que desembarcaram no Brasil de janeiro a dezembro é de latinos e norte-americanos, seguidos de europeus. Os argentinos mantiveram a tradicional liderança entre os visitantes ao ultrapassarem a marca de 2,1 milhões de turistas. Os Estados Unidos ocuparam o segundo lugar, com o envio de 600 mil pessoas. Em seguida, aparecem na lista Chile, Paraguai, Uruguai, França, Alemanha, Itália, Inglaterra, Portugal e Espanha.
O lazer é o principal objetivo da viagem, apontado por metade dos turistas. A mesma proporção de turistas ficou em hotéis, flats ou pousadas e viajou em família ou de casal. Cerca de 30% do total de viajantes foram influenciados por amigos e parentes e 40% se informaram pela internet. Os dados farão parte da Demanda Turística Internacional, estudo elaborado anualmente pelo MTur e que só deve ser divulgado em detalhes no fim do semestre.