Confira seis tendências para o setor de hospitalidade

[Por  Panrotas, 04/07/2016]
No cenário atual, é importante que as marcas enxerguem seus clientes como seres humanos, e não apenas como viajantes. Sendo assim, a hotelaria precisa adaptar seus produtos ao mercado, de modo que eles ofereçam experiências que superem as expectativas dos clientes, construindo relacionamentos com os consumidores. Esta é a opinião revelada pela VP de Marketing Global para as Soluções de Hospitalidade do Sabre, Sarah Kennedy Ellis, em pesquisa que revela as seis tendências para o setor de hospitalidade. Confira cada uma delas:
Personalizar produtos – Com a ajuda da tecnologia, é preciso personalizar os produtos oferecidos, que devem se adaptar às exigências e necessidades dos clientes. Muitos consumidores, inclusive, esperam que as marcas os façam descobrir gostos e preferências que nem eles mesmos sabiam. Cerca de 53% dos consumidores, segundo a pesquisa, estão aptos a compartilhar seus dados pessoais com empresas, para que elas lhes ofereçam ferramentas que os ajudem a tomar decisões.
Facilitar a vida do cliente – Desenvolver produtos que sejam simples de usar, agilizem processos e facilitem a vida do cliente, fazendo-o economizar tempo e reduzir custos, fará com que ele se sinta valorizado pela marca. Os clientes não procuram por marcas que estejam com eles em todos os momentos, mas sim as que aparecem nos momentos e lugares certos. Marcas inteligentes fazem isso por meio de parcerias com empresas grandes, sem limitar os seus canais de distribuição, criando novos.
Agregar personalidade à marca – consumidores gostam de marcas que tenham personalidade, sejam transparentes, generosas e até bem–humoradas. Empresas que oferecem benefícios que vão além dos programa de fidelidade terão clientes muito mais fidelizados no final. Lembrando que, mas mais do que atrair novos clientes, as marcas devem se preocupar em manter os antigos. De acordo com o estudo, 63% dos consumidores globais só irão comprar produtos se eles estiverem de acordo com suas crenças e ideais.
Abusar das novas tecnologias – Atualmente a vida dos clientes está repleta de tecnologias por todos os lados. Cerca de 50% dos consumidores globais que usam smartphones acreditam que os aparelhos estarão ultrapassados daqui a cinco anos, na expectativa de que serviços de inteligência artificial desempenhem as suas funções.
Adaptar o significado de preço – Hoje em dia, preço deve vir imbuído de valor, que é aquilo que produto agregará à vida do ciente. Isso significa que as marcas devem adaptar seus produtos à sociedade, evitando tradicionalismos e investindo em propagandas direcionadas a todos os tipos de orientação sexual e às novas maneiras de se organizar uma família.
Confira a pesquisa completa aqui.