Joinville será a sede do VII Congresso Iberoamericano de Engenharia de Projetos

[Por Embratur, 17/11/2015]
Com o apoio da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), a cidade de Joinville (SC) captou mais um importante evento internacional para o Brasil: o VII Congresso Iberoamericano de Engenharia de Projetos, que será realizado em 2016. A defesa de candidatura ocorreu entre os dias 11 a 13 de novembro na VI edição do evento, realizado na cidade de Medellin, Colômbia. Este apoio se deu por meio da Portaria nº 62, que dá suporte ao Programa de Apoio a Captação e Promoção de Eventos Internacionais do Instituto para entes públicos e privados sem fins lucrativos.
“Esta será a primeira vez que o Brasil sediará este congresso e para nós, de Joinville, isso é sinônimo de muito orgulho, ao mesmo tempo que já nos prepara para organizar um evento de temática expressiva para a cidade , visto que a região é um importante pólo na área de engenharia ”, disse Giorgio Augusto Souza, executivo do Joinville e Região Convention & Visitors Bureau. Ele destacou que nesta candidatura a união de setores e entidades, Embratur, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC Campus Joinville), e a Red Iberoamerica de Ingenieria de Proyectos (RIIPRO), promotora do evento, foram fundamentais para este êxito.
O congresso terá duração de dois dias e reunirá mais de 400 pesquisadores, estudantes e profissionais da área de engenharia de projetos de origem ibero-americana. “Um dos objetivos prioritários é trazer eventos de relevância internacional para o Brasil, que visam atrair mais oportunidades e desenvolvimento econômico e social para as cidades que sediam os eventos. Esse tipo de evento  coloca o País em uma posição de destaque na realização de congressos e conferências científicas no cenário mundial, além de contribuir para ampliação e troca de conhecimento ”, explica Vinícius Lummertz, presidente da Embratur.
Segmento de turismo de negócios e eventos – O turista de eventos gasta, em média, US$ 2.122,86 durante uma viagem de sete dias. Isso representa três vezes mais do que o turista de lazer. Além disso, eles fazem uma divulgação espontânea do destino em que o evento foi realizado, estimulando a vinda de futuros visitantes. O segmento conhecido como MICE (Reuniões, Incentivo, Congressos e Eventos, em inglês), por exemplo é, atualmente, um dos que têm contribuído sobremaneira no incremento do fluxo de turistas para o Brasil, segundo o Plano de Marketing da EMBRATUR – Aquarela 2020.
Todos os esforços que têm sido empreendidos nesse sentido, ano após ano, fizeram com que houvesse um crescimento no número de eventos, congressos e incentivos realizados em mais de 60 cidades brasileiras.
Desde 2006, o Brasil, por meio da Embratur e de seus parceiros, o Brasil se encontra entre os TOP TEN do ranking internacional da ICCA. Hoje ele é líder na América Latina por ser o único país da região a figurar na lista. Como membro ICCA, o Instituto é parte de um grupo que trabalha para ampliar as informações disponíveis sobre o mercado de eventos, contribuindo com o compromisso de gerar benefícios mútuos aos demais associados.