São Joaquim busca impulsionar turismo por meio de eventos

[Por Ministério do Turismo, 30/06/2015]
O ministro do Turismo, Henrique Alves, recebeu o senador catarinense Dário Berger e o prefeito de São Joaquim (SC), Humberto Luiz Brighenti, no fim da tarde desta terça-feira (30). Em audiência, prefeito e senador buscaram apoio para ampliar a infraestrutura do turismo de negócios e eventos na cidade catarinense considerada uma das mais frias do país.
Junto ao Ministério do Turismo, a prefeitura protocolou projeto de reforma e ampliação do Centro de Eventos de São Joaquim, orçado em R$ 3 milhões. “Queremos transformar São Joaquim em um polo regional de eventos”, afirmou Berger. Segundo o senador, a cidade vive um processo de modernização, criação de atrações para bem receber o turista, revitalização de ruas e espaços públicos.
O ministro Henrique Alves reiterou o apoio a Santa Catarina e garantiu atenção especial à proposta. Para Alves, a diversificação da oferta turística é um desafio e uma característica de destinos de sucesso. “O turismo de eventos agrega valor aos destinos que já têm outros atrativos e ajuda a minimizar o impacto da sazonalidade no setor”, disse.
De acordo com o prefeito Brighenti, São Joaquim é a maior produtora de maçãs do país em área plantada, atributo que promove o sabor mais marcante da cultura e gastronomia local, junto com atividades típicas de destinos de inverno.
A cidade está, ainda, no ranking das dez que mais preservam a biodiversidade do país, segundo a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – juntamente com outros dois municípios da serra catarinense, Bom Jardim da Serra e Urupema. O título faz jus aos recursos naturais do estado, cujo território abriga o Parque Nacional dos Aparados da Serra, na divisa com o Rio Grande do Sul.
O turismo abaixo de zero é o principal charme da região, que vem ganhando competitividade nos últimos anos. Segundo estudo do MTur, São Joaquim subiu cinco posições no ranking nacional de competitividade em turismo, passando de 55ª para 50ª na pesquisa. O município registrou evolução em dez quesitos avaliados. O maior destaque foi no critério Cooperação Regional, no qual subiu 12,5 pontos em relação ao ano anterior. Outra evolução considerável foi nos Aspectos Sociais, com evolução de 6,5 pontos.