Turismo internacional cresceu 6% na América do Sul em 2014

[Embratur, 29/01/2015]
Dados preliminares da Organização Mundial do Turismo mostram que alta na região foi acima da média mundial. A América do Sul foi uma das regiões com maior crescimento no turismo internacional em 2014. É o que aponta o estudo UNWTO World Tourism Barometer, recém-divulgado pela Organização Mundial do Turismo OMT, com dados preliminares de 2014.
Com 29 milhões de visitantes estrangeiros no ano passado, a América do Sul teve um aumento de 6%, o dobro em relação a 2013.Para a OMT, a realização da Copa do Mundo no Brasil contribuiu para os resultados positivos na América do Sul. A entrada no Brasil de visitantes internacionais aumentou em 10% nos sete primeiros meses de 2014, e 60% nos meses de junho e julho.
O torneio mundial trouxe mais de 1 milhão de visitantes ao País no ano passado.“A Copa do Mundo 2014, disputada no Brasil, foi um sucesso. Para o turismo brasileiro, o torneio foi uma oportunidade de milhares de visitantes do exterior conhecerem o país, vivenciara diversidade da nossa cultura, da nossa gastronomia e conhecer o nosso povo.
Com a Copa, nosso País se consolidou como palco de grandes eventos”, afirmou o presidente da Embratur Instituto Brasileiro de Turismo, Vicente Neto.O incremento do turismo mundial está relacionado ao aumento na oferta de voos internacionais.
De acordo com levantamento da Embratur, em 2014 houve crescimento de 30,97% no número de voos internacionais para o Brasil, em comparação com 2010. Os dados mostram que a América Latina continua sendo a região com maior quantitativo de voos com destino para o Brasil.
O número passou de 26.624 em 2010, para 34.107 voos em 2014, representando incremento de 28,10% na malha aérea com nosso País.Dentro do subcontinente, a Argentina se mantém como principal emissor de turistas para o Brasil, inclusive com maior oferta de voos em relação aos demais países vizinhos.
Foram 13.817 em 2014. E agora em janeiro, Brasil e Argentina ganharam mais uma ligação aérea, com voos diretos e semanais entre Buenos Aires e Recife
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *