Cultura indígena na agenda de promoção turística internacional

[Embratur, 09/02/2015]

Presidente da Embratur e prefeito de Palmas (TO) falam sobre a inserção dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas na pauta de promoção do turismo no mercado internacional
O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, reuniu-se esta semana com o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, para debater a divulgação no dos JMI (Jogos Mundiais Indígenas) no exterior. Os Jogos acontecerão de 15 a 27 de setembro, na capital tocantina, com a presença de mais de dois mil atletas de 30 países.
“Dando continuidade à parceria de sucesso estabelecida com o Ministério do Esporte, propomos a realização de ações de promoção turística do Brasil no mercado internacional, por meio do apoio à divulgação dos I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas”, disse Vicente Neto.
Na reunião, o presidente da Embratur reafirmou que realizar os Jogos no Brasil é uma oportunidade para mostrar ao mundo toda a nossa diversidade, além de valorizar a riqueza cultural dos povos indígenas e promover outros segmentos do Turismo como o Ecoturismo e o Turismo de Aventura.
“O sucesso desse evento se converterá em importante promoção internacional do País, com resultados positivos para a imagem do Brasil e tem grande perspectiva de inserção de destinos turísticos do Estado do Tocantins e de outras regiões brasileiras”, disse ele.
O intuito agora é associar a promoção do Brasil às manifestações culturais indígenas mais representativas (a gastronomia, a música, a dança e o artesanato) como ferramentas de fortalecimento da imagem do País como destino turístico único.
Para isso, a Embratur vai intensificar a presença da cultura indígena na feira ITB (International Tourism Bourse), em Berlim (Alemanha), de 04 a 08 de março, com ações especificas junto aos operadores e agentes de viagens, imprensa especializada e formadores de opinião.
A proposta é ter um espaço de exposição da cidade de Palmas dentro do estande do Instituto, além de apresentação cultural de grupo indígena.
Embratur, prefeitura de Palmas e Secretaria Extraordinária dos Jogos Mundiais Indígenas falam sobre ações para divulgar o evento no exterior
Dos turistas alemães que vem ao Brasil a Lazer, quase 40% procuram o segmento Natureza, Ecoturismo e Aventura. “O apoio da Embratur é fundamental para o sucesso dos Jogos.
Todo o estado de Tocantins tem um enorme potencial turístico que precisamos promover, além dos já conhecidos Jalapão e o artesanato com capim dourado. Temos cidades históricas e inúmeros locais para o Turismo de Aventura”, destacou o prefeito de Palmas, Carlos Amastha.
Também está previsto a participação da capital tocantinense em ações de relacionamentos com a imprensa internacional durante a feira e workshop para apresentar os Jogos Mundiais Indígenas ao público de interesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *