Negócio da China: número de turistas vindos da China praticamente dobrou nos últimos dois anos

[Por Aquarela 2020, 27/05/2013]
A emissão de turistas chineses para o Brasil foi uma das que mais cresceu nos últimos dois anos. Em 2010, 37,8 mil chineses visitaram nosso país. No ano seguinte, esse número saltou para 55,9 mil e chegou a 65,9 mil em 2013. Os crescimentos – de 48% em 2011 e de 18% ano passado – colocam a China entre os países que mais ampliaram o envio de turistas para o Brasil.
Mesmo com todo esse crescimento, ainda há espaço para crescer. “Um estudo feito pela Embratur mostra que outros cerca de 150 mil chineses visitam a América Latina todos os anos, mostrando que ainda temos uma boa margem de crescimento, mesmo sendo um destino de longa distância”, avalia o presidente da Embratur, Flávio Dino. “Por isso, estamos fazendo road shows e outras ações naquele destino”.
Em outubro, a Embratur fez um longo roadshow na China, em conjunto com representantes de outros países da América Latina, como Argentina, Chile, Peru, Uruguai e Venezuela. Na delegação, o governo federal levou profissionais da Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro e agentes de viagens. Durante a rodada de negócios foram apresentadas as 12 cidades-sede da Copa do Mundo e seus potenciais turísticos, com destaque para os segmentos de cultura, de ecoturismo e às Patrimônios Culturais da Humanidade presentes no país.
Já no início de maio (de 09/05 a 12/05), a Embratur deu apoio institucional ao Ministério das Relações Exteriores, na participação da WTF (World Trade Fair), em Xangai. O evento é especializado na promoção de produtos turísticos, realizado anualmente, desde 2004. No ano passado, a WTF recebeu 500 expositores de 55 países e 7.250 visitantes corporativos, além de 35.000 consumidores de pacotes turísticos. O Brasil nunca havia participado do encontro, mas o crescente interesse no país como destino turístico para os chineses, associado à realização do Mundial de 2014 e dos Jogos Olímpicos em 2016, tornou a presença do Brasil muito importante.
“O crescimento da emissão de turistas chineses para o Brasil tem se sustentado fortemente no segmento de Negócios e Eventos. Com os megaeventos, pretendemos atrair um novo tipo de turista, além de estimular o chinês que já conhece o Brasil a trazer sua família”, afirma Dino.