Setor de Eventos tem o desafio de encontrar unidade na diversidade

“Conquistar a unidade na diversidade é a única forma do setor de eventos ser percebido com o respeito que sua importância econômica e social exige”. Esta foi a ênfase da participação da presidente da ABEOC BRASIL – Associação Brasileira de Empresas de Eventos, Anita Pires, no painel “O Papel das Entidades na Indústria dos Eventos”, que marcou o encerramento do Fórum Eventos 2013, na terça-feira 02/04, em São Paulo.

Segundo Anita, além da união do setor, que está evoluindo através do ForEventos – Fórum das Entidades do Setor de Eventos, com 15 entidades de nível nacional, é importante o fortalecimento das entidades, o que tem impacto direto no mercado. “As nossas entidades de um modo geral são conservadoras, precisam se reinventar, e isso é uma grande contribuição que as Associações têm para dar para a qualificação do mercado, com aumento na geração de empregos e riqueza e consequente melhorias nas cidades, ajudando a desenvolver nosso país”, analisa.

O Futuro da Indústria de Eventos

Cerca de 500 profissionais dos setores de eventos, marketing e turismo participaram dos debates do primeiro Fórum Eventos, realizado pela Eventos Expo Editora e parceiros nos dias 1 e 2 de abril, no Caesar Park Faria Lima. No primeiro dia do Fórum, Roosevelt Hamam, vice-presidente de Relações Institucionais da ABEOC Brasil, participou do “O futuro da indústria de eventos”. Hamam apresentou, com mais três palestrantes, quais os caminhos, experiência e ações tiveram grande êxito, destacando que o o setor de eventos está em constante crescimento no Brasil e, por isso, novas práticas devem ser estimuladas.