Ocupação nos hotéis do Rio caiu em 2012

[Por Panrotas, 19/04/2013]
Dados do anuário estatístico da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) com a Fecomercio revelam que em 2012 a ocupação dos hotéis caiu 6% em relação a 2011, fechando com média anual de 76,9% de ocupação. No mercado doméstico houve uma retração de 5,27%, já no internacional a queda foi um pouco maior, chegando a 7,12% em comparação com 2011.
Os quatro primeiros meses do ano foram os que apresentaram as melhores médias, com destaque para março e janeiro, que fecharam com 83,51% e 82,08%, respectivamente. Já fevereiro, mês do Carnaval carioca, a ocupação média fechou em 78%. O mês com menor índice foi dezembro, em pleno verão carioca. No último mês do ano a ABIH-RJ registrou 71,15% de ocupação média.
Para a ABIH-RJ, o Rio de Janeiro está dividido em quatro áreas: Barra da Tijuca e São Conrado (área 1); Ipanema Leblon (área 2); Copacabana e Leme (área 3); Outros Bairros – Centro, Glória, Flamengo, Botafogo, entre outros (área 4). A maior taxa de ocupação, em 2012, foi verificada área 3 (77,73%), ou seja, em bairros de Copacabana e Leme, influenciado principalmente pelos resultados dos meses de janeiro, março, julho, outubro e novembro. Em seguida vieram as unidades hoteleiras da área 4 (76,90%, outros bairros), área 2 (74,47%, Ipanema e Leblon) e área 1 (72,81%, Barra da Tijuca e São Conrado).
PROCEDÊNCIA
Nos doze meses do ano de 2012, os turistas provenientes da cidade de São Paulo lideraram a ocupação dos hotéis do Rio de Janeiro entre os hóspedes brasileiros. Em segundo lugar ficaram os turistas do interior do Estado de São Paulo. O destaque foi o mês de julho, quando os hóspedes provenientes deste estado registraram 30,45% de ocupação.
No internacional quem lidera são hóspedes oriundos dos Estados Unidos. Os norte-americanos foram responsáveis por 9,02% de ocupação em 2012. A Argentina, em segundo lugar, ficou bem atrás, com 2,94%.