Embratur e ABEOC assinam termo de cooperação técnica para incrementar a promoção do país como destino de eventos

“A realização da Copa do Mundo FIFA 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2016 no Brasil servirá como marco de um novo ciclo virtuoso do país, como sede de eventos internacionais”. Foi assim que o presidente em exercício da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Marcelo Pedroso, anunciou a assinatura de um termo de cooperação técnica entre Embratur e ABEOC (Associação Brasileira de Empresas de Eventos). A cerimônia aconteceu ontem (25), durante a Reunião do Conselho Nacional de Turismo, em São Paulo (SP).
Pedroso destacou a importância de assinar o termo em uma reunião com a presença dos membros do Conselho Nacional de Turismo. “De 2003 para 2011, saltamos de 19º para 7º país que mais realiza eventos internacionais, e queremos incrementar a promoção do Brasil no segmento. Este documento marca a união de esforços entre iniciativas pública e privada para elevar ainda mais o número de eventos estrangeiros realizados no país”. Marcelo Pedroso destacou, ainda, que os megaeventos esportivos no Brasil deverão ser vistos como o começo de uma nova projeção das cidades brasileiras como destinos de negócios e eventos.
“O  trabalho de captação de eventos deve ser constante, e continuar atraindo esses encontros internacionais é a forma mais eficaz de movimentar esse segmento tão importante para trazer turistas e divisas”, ponderou Pedroso. Segundo ele, o mercado irá dispor, cada vez mais, de uma estrutura ampliada – com o aumento da rede hoteleira, melhorias nos aeroportos e na mobilidade urbana e local – para a realização dos eventos. “A exemplo disso, temos os espaços que estão sendo construídos para a Copa, que são arenas multiuso, com toda capacidade para receber iniciativas de diversas naturezas”, disse o presidente em exercício.
Para a presidente da ABEOC, Anita Pires, as ações conjuntas deverão expandir o número de eventos internacionais no Brasil. “Sediamos hoje mais de 300 encontros estrangeiros, em mais de 40 cidades, nosso objetivo é alcançar números maiores a cada ano”, comentou Pires. O secretário Nacional de Políticas do Ministério do Turismo, Vinícius Lummertz e o secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Ministério do Turismo, Fábio Mota, assinaram o termo como testemunhas.

Marcelo Pedroso, diretor de Mercados Internacionais da Embratur e a presidenta
da ABEOC, Anita Pires, assinam termo de cooperação técnica
“A realização da Copa do Mundo FIFA 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2016 no Brasil servirá como marco de um novo ciclo virtuoso do país, como sede de eventos internacionais”. Foi assim que o presidente em exercício da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Marcelo Pedroso, anunciou a assinatura de um termo de cooperação técnica entre Embratur e ABEOC (Associação Brasileira de Empresas de Eventos). A cerimônia aconteceu ontem (25), durante a Reunião do Conselho Nacional de Turismo, em São Paulo (SP).
Pedroso destacou a importância de assinar o termo em uma reunião com a presença dos membros do Conselho Nacional de Turismo. “De 2003 para 2011, saltamos de 19º para 7º país que mais realiza eventos internacionais, e queremos incrementar a promoção do Brasil no segmento. Este documento marca a união de esforços entre iniciativas pública e privada para elevar ainda mais o número de eventos estrangeiros realizados no país”. Marcelo Pedroso destacou, ainda, que os megaeventos esportivos no Brasil deverão ser vistos como o começo de uma nova projeção das cidades brasileiras como destinos de negócios e eventos.
“O  trabalho de captação de eventos deve ser constante, e continuar atraindo esses encontros internacionais é a forma mais eficaz de movimentar esse segmento tão importante para trazer turistas e divisas”, ponderou Pedroso. Segundo ele, o mercado irá dispor, cada vez mais, de uma estrutura ampliada – com o aumento da rede hoteleira, melhorias nos aeroportos e na mobilidade urbana e local – para a realização dos eventos. “A exemplo disso, temos os espaços que estão sendo construídos para a Copa, que são arenas multiuso, com toda capacidade para receber iniciativas de diversas naturezas”, disse o presidente em exercício.
Para a presidente da ABEOC, Anita Pires, as ações conjuntas deverão expandir o número de eventos internacionais no Brasil. “Sediamos hoje mais de 300 encontros estrangeiros, em mais de 40 cidades, nosso objetivo é alcançar números maiores a cada ano”, comentou Pires. O secretário Nacional de Políticas do Ministério do Turismo, Vinícius Lummertz e o secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Ministério do Turismo, Fábio Mota, assinaram o termo como testemunhas.

Secretário Nacional de Políticas do Ministério do Turismo, Vinícius Lummertz, e o secretário Nacional de Programasde Desenvolvimentodo Ministério do Turismo, Fábio Mota, assinaram o termo como testemunhas
Reunião do Conselho
Em sua participação na abertura do Conselho Nacional de Turismo, o presidente em exercício da Embratur, Marcelo Pedroso, aproveitou a oportunidade para atualizar os conselheiros sobre as iniciativas mais recentes da Embratur e anunciar as novas ações de promoção turística do Brasil no mercado internacional. Além da participação em feiras internacionais, ações de publicidade, relações públicas, workshops e roadshows, Pedroso falou sobre o Goal To Brasil. “Desde julho do ano passado, foram realizados 10 edições e nos próximos dois meses, acontecerão mais quatro. Já tivemos a oportunidade de contatar, qualificar e gerar oportunidade de negócios com aproximadamente 1,5 mil agentes de viagens dos países por onde passamos”, contabilizou.
Pedroso anunciou também que o Goal To Brasil, que tem como foco a promoção das 12 cidades-sede da Copa do Mundo FIFA 2014, passará a contemplar as 27 unidades da federação. “O Vivência Brasil irá expandir a promoção de todo o país como destino turístico no mercado internacional, com ações voltadas não só para a qualificação de profissionais, mas também contemplará o público final”.
Outra novidade anunciada foi o lançamento, no mês de abril, de um novo edital de Promoção de Voos Charteres, para estimular os destinos turísticos do Brasil que tem oferta de produtos para o mercado internacional, mas ainda não dispõem de ligação direta. A expectativa da Embratur é disponibilizar entre 5 e 8 milhões de reais para que as cidades executem ações de promoção para captar esses voos.
Jornada Mundial da Juventude
O presidente anunciou aos membros do Conselho Nacional de Turismo que a Embratur irá encaminhar ao Ministério de Relações Exteriores uma proposta de ação junto à Argentina para garantir que as medidas de taxação das viagens adotadas pelo governo sejam flexibilizadas, principalmente no período da realização da Jornada Mundial da Juventude. “A escolha de um papa da Argentina elevou a expectativa do receptivo de turistas argentinos para a Jornada. Será muito importante garantir a presença dos fiéis da Argentina no evento”, finalizou Pedroso.
[Aquarela 2020, 02/04/2013]