41ª ABAV – Feira das Américas, agora em Sampa: contagem regressiva

[Diário do Turismo,13/04/2013]
Foi apresentado na última terça-feira (10), a 41ª ABAV – Feira de Turismo da Américas na sede da Associação Brasileira de Agências de Viagens – ABAV Nacional, em São Paulo. Pela primeira vez, depois de um período de 10 anos no Rio de Janeiro, a maior feira de turismo das Américas será realizada na capital paulista, entre os dias 4 e 8 de setembro. Segundo os organizadores, o evento reunirá mais de 50 países, 1.500 expositores e a expectativa é que tenha a visita de 50 mil consumidores finais. “Temos a expectativa de receber 30 mil visitantes do traide, profissionais do turismo, acima do que recebemos o ano passado. Teremos também 13% a mais de países participantes e nossa área total praticamente dobrou este ano” quantificou Azevedo lembrando que esta demanda se justifica pela presença de um maior número de players em São Paulo.
Azevedo justificou a vinda do evento para São Paulo lembrando as vantagens da capital paulista: “ Tínhamos dificuldade de acesso ao Riocentro, os preços e as negociações com os hotéis eram complicadas, entre outros problemas. Aqui em São Paulo temos diversas vantagens. A oferta da hotelaria é bem maior com unidades próximas ao local, temos transporte público, além do espaço disponível para a realização da feira. Isso tudo auxilia a vida dos expositores.”
IDENTIDADE VISUAL
Gisele Lima diretora da Promo, empresa responsável pela organização do evento, afirmou que o salão terá uma identidade visual mais aberta, com uma logística melhor: “Apenas um pavilhão, (diferente do Rio de Janeiro, que chegou a ter quatro) é melhor para o conforto dos visitantes, sem empurra empurra, com corredores mais largos.” Ainda de acordo com Gisele, a vinda do salão para São Paulo impulsionou a demanda das vendas e os negócios tendem a evoluir em volume. “Hoje 84% da feira já está comercializada, temos apenas 16% dos estandes ainda disponíveis”, enumerou.
Antonio Azevedo complementou que para o ano que vem já está contratado, com administradora do Pavilhão Anhembi, o acréscimo de mais de 10 mil metros quadrados em aérea útil.
WTM
Questionado sobre a vinda da World Trade Market Latin America (WTM) para São Paulo e sua auto-denominação, polêmica, de maior feira de turismo das Américas, Azevedo educadamente desconversou afirmando que: “essa comparação seria feita pelas próprias pessoas que lá estiverem”. Em um outro momento da coletiva Azevedo afirmou convicto que “inquestionavelmente somos a maior Feira das Américas, nem os Estados Unidos tem uma igual”.
O presidente da Braztoa, Marco Ferraz, respondendo sobre infraestrutura, deixou claro que o país vem melhorando nesse quesito e citou a concessão à iniciativa privada dos aeroportos: “ Estamos seguindo os passos de outros países onde a concessão de aeroportos, portos e estradas facilitou a vida de todos, e no Brasil não será diferente.” Complementando a resposta, Marco ainda lembrou que em época de grandes eventos como a Copa do Mundo e Olimpíadas há (e haverá) uma mudança no tipo de turista: “ Os clientes corporativos não vêm nesse período”, garantiu.
PÚBLICO FINAL
Outra novidade que o salão apresenta este ano é a abertura para o público final (7 e 8 de setembro), ou seja, os interessados em encontrar um bom pacote de viagem ou um bom desconto poderão obtê-los no salão. No estande da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), serão oferecidos cupons com descontos, para serem trocados nas agênciaa de viagens, já que no local não será permitido a venda direta do pacote. Para Marco Ferraz, é importante apresentar ao público desejado uma variedade de destinos: “ Serão em torno de 70 a 75 expositores, temos como promoção a 3° edição da Turismo Week, que irá distribuir cupons que terão de 20 a 50% de desconto.”
Números da 41ª ABAV
Mais de 50 países participantes
454 compradores convidados
1.500 expositores
5.500 treinamentos
28.000 visitantes do setor
50.000 visitantes consumidores finais
50.000 metros quadrados de área
Mais informações: www.feiradasamericas.com.br