Copa gerará crescimento de R$ 183,2 trilhões no PIB brasileiro até 2019

[Por Terra, 24/10/2012]
A Copa do Mundo de 2014 gerará um crescimento de 0,4% no PIB brasileiro até 2019, segundo estudos realizados por especialistas e apresentados nesta quarta-feira pelo secretário-geral da competição, Luis Fernandes. Em palestra, Fernandes ressaltou a importância que o evento esportivo trará para o Brasil em termos econômicos.
O desenvolvimento do torneio aumentará em R$ 183,2 trilhões o PIB brasileiro até 2019, divididos desta forma: R$ 47,5 trilhões por geração direta, como “investimento em infraestrutura ou as despesas dos turistas” e R$ 135,7 trilhões de forma indireta, com a “circulação de dinheiro ou o uso dos estádios depois da Copa”, disse Fernandes.
O diretor destacou a relevância que a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 terão para a imagem do Brasil no exterior. “São os dois maiores eventos esportivos e midiáticos do planeta”, declarou Fernandes.
De acordo com estudos realizados, calcula-se que três milhões de brasileiros se deslocarão por conta da Copa e que 600 mil turistas virão do exterior. O secretário declarou que as obras de melhoria nos estádios para a Copa de 2014 se encontram em 60%. Sedes como Fortaleza e Belo Horizonte têm entre 80 e 90% das obras concluídas.
Ambas estão na lista das sedes da Copa das Confederações de 2013, junto a Salvador, Brasília e Rio de Janeiro. Recife ainda briga para entrar como sede do evento de 2013. Curitiba, Natal, Manaus, Porto Alegre, São Paulo e Cuiabá completam as 12 sedes para a Copa do Mundo de 2014.