Setor hoteleiro deve receber R$ 7,3 bi em investimentos até 2014

[Por EconomiaSC, 01/09/2011]
Dos 198 hotéis que deverão começar a operar até 2014, 76 ficarão no Sudeste. Só o Rio de Janeiro ganhará 17 estabelecimentos novos.
O Brasil deve receber R$ 7,3 bilhões em investimentos no setor hoteleiro até 2014. A estimativa é de um estudo realizado pela consultoria BSH internacional. Além da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, a mudança das indústrias para o interior e o crescimento da economia são outros fatores que justificam a injeção de recursos.
Segundo o levantamento, o Sudeste será a região que receberá mais investimentos. Dos 198 hotéis que deverão começar a operar até 2014, 76 ficarão em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A capital carioca vai receber a maior quantidade de novos hotéis: 17.
A gerente da BHS, Renata Cianciaruso explica que a cidade atrai grande parte dos recursos não apenas por ser a sede dos Jogos Olímpicos, mas também pela saturação do seu sistema hoteleiro: “O Rio está no limite da sua capacidade, pois tem uma taxa de ocupação [dos quartos] de 75%”.
Para o presidente da consultoria Hotel Invest, Diogo Canteras, os novos investimentos ainda são insuficientes para atender a demanda. Ele cita o exemplo de São Paulo, onde há 40 mil quarto de hotel. “Como a demanda cresce de acordo com o PIB, nos próximos anos ela deverá crescer 5%. Para cumpri-lá precisaríamos de 15 mil novos apartamentos por ano. Mas não há hotéis em construção na cidade”, observa.
“A maior parte dos investimentos está concentrada em hotéis econômicos voltados ao turismo de negócios”, afirma Mélega.
Visitantes
De acordo com dados do Ministério do Turismo, o Brasil tinha, em 2010, 288 mil quartos, 336 mil menos do que a França, país com uma extensão territorial quinze vezes menor do que a brasileira.
Seguindo a comparação, em 2010, o Brasil recebeu 5,2 milhões de estrangeiros, enquanto as terras francesas foram visitadas por 74,2 milhões de turistas.