Educação e esporte: Brasileiros gastaram US$ 21, 5 milhões em viagens

[Por Brasilturis, 28/02/2012]
Viagens com fins educacionais, culturais ou esportivos foram um filão e tanto no movimento de circulação internacional dos viajantes brasileiros em janeiro, segundo levantamento do Banco Central. Foram US$ 21,5 milhões, mais da metade das despesas registradas ao longo de todo o ano passado e que somaram US$ 43,1 milhões.
Conversando sobre este assunto durante o jantar de homenagem da Associação do Turismo de Lisboa para os operadores brasileiros, realizado no Tivoli Hotel, o presidente da CI Intercâmbio, Celso Freitas, também diretor da Braztoa, reconheceu que este é um segmento que está em super-aquecimento no mercado brasileiro e com tendência a prosseguir assim.
Os cursos de idiomas representam mais de 60% das vendas. Estudar inglês no exterior segue como o principal, e entre Estados Unidos (que voltou a crescer no receptivo desta área), Canadá, Nova Zelândia, Reino Unido, e especialmente a Austrália, estão os principais destinos brasileiros. . Os programas de ensino médio no exterior (high school) aparecem em segundo lugar, com 22,5%. Em terceiro, estão os cursos de férias, com 11%.
Para a presidente da Belta, Maura Leão, o setor está expansionista em razão da economia estável e da cotação do dólar, mesmo com as oscilações da moeda americana. Intercâmbios, cursos e outras atividades educacionais e culturais estão na ordem do dia e planejamento de pais e filhos. ‘Está bem mais acessível para muitos’.
A classe C, nos dois últimos anos, já correspondeu à metade da movimentação de negócios para 10% das 70 principais agências, que operam no setor. A diretoria da Belta ressalta que, em 2010, 167.432 estudantes brasileiros fizeram algum tipo de curso no exterior. Em 2011, a estimativa é de cerca de 215 mil e, para este ano, a previsão sobe para 282 mil.
Mesmo com a alta e ventos favoráveis nos gastos de viagens com fins educacionais, culturais ou esportivos, estas despesas ainda passam longe do turismo de lazer e negócios com os gastos de cartão. De acordo com o Banco Central, janeiro, teve gastos que chegaram a US$ 726 milhões e as despesas no cartão de crédito ficaram em US$ 1,206 bilhão.
No total, os brasileiros em viagem ao exterior gastaram US$ 1,996 bilhão em janeiro, o segundo maior resultado registrado pelo Banco Central.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *