Gastão Vieira convoca CNT para desonerar setor e adia início do SNRHos

[Por Mercado e Eventos, 15/12/2011]
O ministro do Turismo, Gastão Vieira, fez um apelo durante a 34ª reunião do Conselho Nacional de Turismo (CNT) para que os representantes das entidades venham a trabalhar juntos com o ministério em propostas para desonerar a cadeia produtiva do turismo como forma de aumentar a competitividade do setor.”Precisamos receber novas demandas e informações sobre as necessidades do setor para retomarmos a pauta da desoneração”, disse o ministro. Segundo ele, é prioridade tratar das questões que contribuam com os esforços do governo federal para o enfrentamento da crise econômica mundial. As diretrizes que permitirão essa sinergia estão sendo incorporadas ao Plano Nacional de Turismo (PNT) 2012/15.
“Estamos fazendo ajustes para que o plano incorpore as políticas do governo, que está criando instrumentos para se proteger da crise como a redução da taxa de juros, maior controle fiscal de despesas e outras medidas para promover a inclusão social”, afirma o ministro. Ele aponta a formação profissional, voltada para melhorar a qualidade do atendimento ao turista, como um dos grandes desafios do turismo. Durante a reunião, foi apresentada a portaria que prorroga o início da implantação do Sistema Nacional de Registro de Hóspedes (SNRHos) para junho de 2012. Foram apresentadas também informações sobre o andamento do projeto do Plano Nacional de Turismo.
Durante reunião do Conselho , Flávio Dino, presidente da Embratur apresentou avanços alcançados no turismo internacional em 2011 e as linhas gerais de atuação da Embratur para o próximo ano. A 34ª Reunião do Conselho Nacional de Turismo, último encontro do colegiado este ano, aconteceu nesta quinta-feira (15/12), em Brasília (DF).“Estamos vivendo um círculo virtuoso, que conduzirá o turismo brasileiro a ser reconhecido internamente como aquilo que realmente é, um grande promotor de desenvolvimento, com geração de emprego e renda em todo território nacional.”, disse o presidente da Embratur, Flávio Dino, que também agradeceu o apoio recebido dos membros do Conselho Nacional de Turismo.
Dino fez um breve balanço das ações realizadas pela Embratur em 2011. “Finalizaremos 2011 com todas as metas previstas no Plano Aquarela cumpridas. Teremos o melhor ano do turismo internacional, ultrapassando a marca dos 5,4 milhões de turistas e US$ 6,4 bilhões em entrada de divisas”, afirmou Dino.Segundo o presidente, os resultados alcançados no turismo internacional são fruto das parcerias público-privadas, representadas naquele momento por todos os membros do Conselho Nacional de Turismo, hoje integrado por 71 conselheiros, entre representantes do governo federal e dos diversos segmentos do turismo.
No próximo ano, o Instituto Brasileiro de Turismo irá focar suas ações em 17 mercados, os 15 principais emissores (Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai, Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França, Reino Unido, Itália, Holanda, Portugal, Bolívia), além de Canadá e México. O Brasil estará presente, inicialmente, em 23 feiras de turismo no exterior. Ainda segundo Dino, a Embratur irá focar os eventos mais importantes e representativos.
Outra novidade para 2012 da Embratur será o lançamento da nova campanha publicitária, no encerramento dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos em Londres. A campanha terá o Brasil como protagonista mundial e a cultura como diferenciador. Segundo o presidente da Embratur o edital de licitação para a instalação de 13 EBTs (Escritórios Brasileiros de Turismo) ainda será lançado este ano. Serão três nos Estados Unidos, dois na América do Sul, um na Ásia, e os demais nos principais mercados emissores de turistas europeus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *