São Paulo destinará R$ 291 milhões para o turismo

[Por PanRotas, 31/08/2011]
O governo do Estado de São Paulo irá destinar R$ 291 milhões por ano no turismo nos próximos quatro anos. “Investir no turismo é investir em desenvolvimento criativo, na pequena empresa e em qualidade de vida. Há uma multidão turística no Estado que viaja por conta própria, consumindo e gerando renda e emprego. O governo quer priorizar essa multidão, fazendo com que ela cresça cada vez mais”, explica o secretário de Turismo, Márcio França.
Alguns projetos já estão previstos no PPA (plano plurianual) de 2012 a 2015. Alguns já foram executados esse ano, como o Turismo do Saber e o Roda São Paulo. Até o final de outubro será lançado o Caminha São Paulo. Ainda esse ano, serão lançados o Viaja São Paulo e o Passaporte São Paulo.
Uma das novidades para o próximo ano é a dragagem do porto de Cananéia, no Vale do Ribeira. Com essa obra, o Estado vai possibilitar que navios de cruzeiro aportem na cidade, desembarcando mais de mil turistas por navio. “Se cada um desse visitante gastar cerca de US$ 100, o impacto que sua presença terá na região vai ser capaz de transformar a economia de lá”, diz França.
CONHEÇA OS PROJETOS
Turismo do Saber: repaginação do antigo “Caravanas do Conhecimento”, em que crianças de escolas públicas do litoral são levadas para conhecer o campo no inverno e crianças do interior vão ver o mar no verão. Em 2011, 640 crianças participaram do projeto, e nos próximos anos, o programa vai acontecer em janeiro e em julho;
Roda SP: leva linhas turísticas com ônibus Double-deckers para diversas cidades do Estado, redistribuindo o fluxo de turistas entre municípios vizinhos;
Passos dos Jesuítas – Anchieta: faz parte do projeto Caminha SP, programa para criar e estruturar rotas de peregrinação e contemplação dentro do Estado. O caminho que será inaugurado esse ano foi inspirado na peregrinação da figura histórica do Padre Anchieta, com grande apelo religioso e místico. Envolve mais de dez cidades da Baixada Santista, saindo de Peruíbe e indo até Bertioga, em uma versão mais curta, ou Ubatuba, na completa;
Passaporte SP: as notas fiscais dos gastos são trocadas por selos, que são colados em um passaporte. Completado o passaporte, é só trocar pela lembrança em qualquer uma das cidades;
Viaja SP: pacotes de viagens com preços populares para servidores públicos estaduais. Esses pacotes poderão ser comprados com financiamentos descontados na folha de pagamento do funcionário.

1 thought on “São Paulo destinará R$ 291 milhões para o turismo”

  1. muito bom nossa regiao é muito linda e rica , sendo assim merece um olhar com respeito possibilitando um desenvolovimento a toda a população local!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *