Embratur quer alinhar estratégias de promoção com estados

[Por Mercado e Eventos, 20/09/2011]
A Embratur quer alinhar sua estratégia de promoção internacional do Brasil com as ações desenvolvidas pelos estados. Com esse objetivo, o instituto e o Ministério do Turismo (Mtur), em parceria com a Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro e o Sebrae-RJ, realizam até às 18 horas desta terça-feira (20/09), no Rio de Janeiro, o seminário Promoção Internacional do Turismo no Brasil para representantes do trade. A programação inclui apresentação sobre o Plano Aquarela 2020, Marca Brasil, Cadastur, SBClass, convênios da entidade, além dos produtos turísticos cariocas divulgados no exterior, seguido de debate.
Para o assessor da presidência da Embratur, Walter Ferreira, uma das principais metas da entidade com o seminário é determinar, com o apoio dos estados, a imagem do Brasil que será difundida no exterior.
“Ainda não definimos que mensagem vamos transmitir nos mercados internacionais. Para isso, é fundamental alinharmos nossas estratégias de promoção com as ações desenvolvidas em cada estado para transmitirmos uma imagem única do Brasil no exterior, principalmente com a aproximação dos grandes eventos esportivos que serão sediados aqui nos próximos anos”, declarou Ferreira.
Durante o seminário, Ferreira afirmou que a Embratur pretende ampliar sua atuação em feiras internacionais nos próximos anos, expondo seus produtos como país anfitrião. “A Diretoria de Mercados e Produtos está em negociando essa posição com os organizadores das feiras. Nosso objetivo é expormos como país anfitrião em 2012, na Argentina, e em 2013, em Madrid, Berlim e Londres. Essa é uma forma de aumentar a visibilidade e interesse pelo país antes da Copa”, afirmou.
O subsecretário estadual de Turismo, Aldir Santana, elogiou a iniciativa da Embratur e afirmou que este tipo de ação contribuirá para mudar melhorar ainda mais a imagem no Rio de Janeiro e aumentar o número de turistas estrangeiros no estado.
“Essa sinergia precisa ser um processo permanente de interação entre o Governo Federal e Estadual para que seus resultados sejam colhidos não apenas durante a Copa do Mundo de 2014. Por muito tempo, o Rio foi visto como um estado violento e inseguro, e agora buscamos promovê-lo como um destino seguro, capaz de fomentar e preservar o desenvolvimento, e que proporciona momentos aprazíveis aos seus visitantes”, explicou. Somente na capital foi registrada a entrada de 982.538 turistas estrangeiros, 80 mil a mais do que o total registrado em 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *