Festuris registra crescimento de destinos internacionais neste ano

Nesta edição do Festuris, que acontece de 4 a 7 de novembro, em Gramado/RS, cinco continentes terão países representantes com estandes próprios.

Em comum, todos eles buscam promover seus destinos e infraestrutura turística para voltarem a receber visitantes brasileiros e latinos, entendendo o Turismo como uma plataforma de recuperação econômica.

Mesmo com as fronteiras fechadas, alguns destinos internacionais mantiveram a sua participação no Festuris em 2020, como é o caso da Tailândia e de Mônaco, que estarão novamente na feira neste ano.

Agora, a redução drástica no número de casos e óbitos, somado ao avanço considerável da população mundial vacinada contra o COVID-19, levou outros países a retornarem ao evento.

Argentina, Uruguai e Brasil estarão representando a América do Sul, um dos continentes que mais sofreu com a crise sanitária e econômica.

Portugal, Itália e Mônaco virão da Europa buscando atrair mais visitantes para o velho continente. Israel e Tailândia representam a riqueza milenar da Ásia.

Os Estados Unidos terão Paradise Coast, San Francisco e Flórida representando a América do Norte. Seychelles, arquipélago na costa do continente africano, também estará presente.

“Com a abertura das fronteiras e a melhora no quadro sanitário mundial, ficamos empolgados com o aumento no retorno de destinos internacionais ao Festuris, mesmo que ainda em menor número comparado a 2019”, aponta Eduardo Zorzanello, CEO do Festuris.

“Isso mostra que este pesadelo está passando e o Turismo voltará com tudo para ser uma das válvulas de recuperação econômica para muitos países que dependem desta atividade”, completa.

Além dos destinos internacionais, grandes redes de hotéis e resorts com atuação no exterior estarão posicionadas em segmentos específicos do Festuris em 2021, em sua maioria no Espaço Luxury.

Participantes também virão em caravana dos Estados Unidos para acompanhar as tendências e novidades da feira, assim como outros inscritos que virão de países como Espanha, Portugal, Peru, Chile e Argentina.

 

 

Fonte: Portal Radar