Feira EBS: 77% tem intenção de organizar ou participar de eventos presenciais

A 19ª edição da Feira EBS, encontro da Indústria dos Eventos Corporativos, Incentivos, Congressos, Feiras e Treinamentos & Desenvolvimento no país, que começou nessa quinta-feira (27), com intensa atividade e conteúdo no Centro de Convenções Rebouças, e, São Paulo.

A Feira abriu às 10h com o Speed Meeting, rodada de negócios que reuniu mais de 70 empresas compradoras e fornecedoras até às 12h. Em mesas exclusivas, cada expositor teve 5 minutos para se apresentar a cada comprador. No total, serão mais de 5.000 reuniões que proporcionarão oportunidades de negócios nos dois dias de evento.

Mais de 40 empresas expositoras da edição de 2021 da Feira abriram seus espaços para a oferta de diversas modalidades de serviços para o público de profissionais que organizam, promovem e realizam eventos corporativos, incentivos, treinamentos, congressos e feiras. A tarde, teve início a série de palestras nos palcos do 6º Congresso Mice Brasil, voltado ao segmento Mice (Meeting, Incentives, Conferences and Exhibitions) realizado no país.

Foram sete temas abordados no primeiro dia do Congresso Mice. O conteúdo começou com o painel liderado pelo presidente executivo da Ampro – Associação de Marketing Promocional/Live Marketing, Alexis Pagliarini, que, ao lado de Dilma Campos e Ronaldo Ferreira Jr, ambos conselheiros da Ampro, abordou sobre Criativismo ESG nas empresas.

Mais de 40 empresas expositoras da edição de 2021 da Feira abriram seus espaços para a oferta de diversas modalidades de serviços

Na sequência, Rodrigo Machado, VP de Comunicação da MPI Brasil – Meeting Professionals International, levou os resultados da pesquisa Meetings Outlook, um levantamento trimestral com associados da MPI nos EUA e na Europa, um raio x de um ano com a percepção dos profissionais de eventos no período mais forte da pandemia, de agosto a setembro de 2020, em comparação ao mesmo período de 2021.

Entre os resultados, o levantamento mostrou, em 2020, 87% de intenção positiva de organizar eventos virtuais e 86% negativa para eventos presenciais. Já na edição de 2021, os dados se inverteram: 77% de intenção positiva de organizar ou participar de eventos presenciais e 47% negativa para eventos virtuais. Em relação à percepção de condições de negócios, em 2020 era negativa para 59% dos respondentes, já em 2021 mostrou favorabilidade para 93% dos profissionais.

 

 

Fonte: Mercado & Eventos