PESQUISA DA ABEOC BRASIL APONTA QUE SETOR DE EVENTOS SE CONSIDERA PREPARADO PARA O RETORNO DAS ATIVIDADES

Um ano e três meses após a paralisação das atividades, as idas e vindas dos programas de flexibilização turvam a capacidade de uma análise da atual situação do

setor de eventos. Tentando “clarear” esse panorama, a ABEOC Brasil realizou, de 12 a 30 de maio, pesquisa via Internet, abertas a profissionais e empresas associados ou não à entidade.

Um total de 146 pessoas responderam “COMO ESTÁ A RETOMADA DOS EVENTOS NA SUA CIDADE? ” As respostas vieram de 15 unidades federativas, incluídas nas regiões Nordeste, Centro Oeste, Sudeste e Sul. Desses, 71,92% disseram que eventos estão proibidos e 28,08% apontaram alguma flexibilização. Pequenos eventos e reuniões familiares/sociais foram maioria, com 35%.

Sobre o número de público permitido, as respostas variaram entre número de pessoas e o percentual de capacidade dos eventos. Foram maioria as respostas de zero

a 50 pessoas (41%) e 40% da capacidade (35,20%). Apenas 17% dos respondentes apontaram eventos com mais de 200 pessoas e 5,88% uma capacidade de 70%.

 

Confiança nos protocolos sanitários

Em outro questionamento foi solicitado que os participantes avaliassem, numa escala de 0 (zero) a 10 (dez), sendo zero muito ruim e dez muito bom, qual o nível de

comprometimento de profissionais de evento e público em relação aos protocolos sanitários. Confiando na possibilidade de uma retomada, 64,28 dos respondentes

indicaram níveis de 8 a 10. Apenas 3,97% das respostas apontaram avaliação zero – muito ruim. No complemento a algumas respostas, os participantes se mostraram preocupados com a ocorrência de festas clandestinas (o que demonstraria o descaso de parte da população) e reafirmaram sua confiança na segurança dos protocolos sanitários do setor.

 

A ABEOC Brasil, em conjunto com a UBRAFE, a ABRACE e o SINDIPROM SP, produziram, há um ano, um protocolo sanitário para o setor que foi avalizado pelo corpo clínico do Hospital das Clínicas de SP. O documento foi escolhido, inclusive, para servir de base para a realização dos eventos-teste anunciados pelo Governo de São Paulo como prévia para a retomada.

 

Ampla participação de segmentos

Os participantes também foram arguidos sobre o segmento aos quais

pertencem:

 Organização – 43,15%

 Cenografia – 7,53%

 Promoção – 5,48%

 A&B – 2,74%

 TI – 2,74%

 Outros – 34,93%

Os segmentos citados espontaneamente dentro da categoria OUTROS são:

Divulgação; mobilidade corporativa; montadora; promoção; equipe; infraestrutura para

eventos; audiovisual; comunicação visual; chácara para eventos; promoção e

organização; produção cultural; produções artísticas e musicais; casa de festas;

fotografia e filmagem; buffet; guias de turismo; lembranças e convites; cerimonial;

entretenimento; pirotécnico, montagem de estruturas; sonorização e DJ; decorações;

agência de turismo; fornecedor de coco sem casca; gastronomia; assessoria; e

fabricação de displays e expositores.

 

Conheça aqui o reusultado da pesquisa.