Embratur: vacinação e promoção já causam impacto na retomada do setor

Prestes a retomar a atuação internacional, a Embratur realiza até o final do mês de junho ações de promoção do turismo interno. Executando o trabalho em todo território nacional junto ao Ministério do Turismo desde maio de 2020, os resultados das campanhas publicitárias elaboradas pela Agência para exaltar as maravilhas do Brasil, somadas ao avanço no número de vacinados contra a Covid-19, tiveram impacto positivo para o setor do turismo brasileiro.

Após a campanha com o mote “Ser brasileiro é estar sempre perto de um destino incrível e seguro”, realizada a partir de novembro de 2020, a última ação da Embratur antes de retornar ao trabalho internacional tem como tema “Pedacinhos do Brasil”. Para o presidente da Agência, Carlos Brito, a boa receptividade de ambas as campanhas é clara. “Vimos aumentar consideravelmente as atividades turísticas antes da segunda onda da pandemia com a nossa primeira campanha e, agora, também voltamos a perceber tendência de aumento na movimentação turística. “O avanço da vacinação em nosso país é decisivo para que as campanhas publicitárias de promoção turística feitas pela Embratur sejam bem recebidas”, salienta.

Para Brito, a efetividade da promoção realizada pela Embratur pode ser percebida quando se avalia a operação dos aeroportos, como o de Recife (PE). “No último mês de maio as operações de embarque e desembarque tiveram aumento de 20% na comparação com abril em Recife. As campanhas da Embratur colaboram para isso, reforçando a vontade de viajar dos brasileiros e sempre deixando claro a importância de adoção de todos os protocolos biossegurança contra a Covid-19”, indica. Os aeroportos de Guarulhos (SP) e Brasília (DF), dois dos três mais movimentados do país, também registraram aumento de embarque e desembarque em maio, com 29% e 21% a mais, respectivamente.

A partir da próxima quinta-feira (01), todas as ações da Embratur voltarão a ser realizadas no exterior. Porém, o prosseguimento da atuação nacional, alinhada ao Ministério do Turismo e iniciada com a sanção presidencial à lei 14.002, de maio de 2020, é considerado essencial para que a Embratur continue a consolidar também a retomada do turismo interno. “Estamos em contato permanente com os mais variados segmentos e atores do nosso turismo para realização de campanhas publicitárias em conformidade com o entendimento de todos que fazem parte do trade. Continuar nesta missão e também voltar a atuar internacionalmente seria o mais adequado”, avalia Carlos Brito.

Dentre as diversas ações planejadas pela Embratur para as atividades internacionais estão campanhas publicitárias em mercados prioritários e participação nas maiores feiras de turismo do mundo. Ainda assim, com a incerteza da reabertura de fronteiras e do fim de medidas restritivas entre os países, a Agência articula que a promoção internacional não substitua as ações dentro do Brasil. “Temos a concordância do Ministério do Turismo para seguirmos auxiliando na divulgação dos aspectos positivos que o nosso país possui para turistas internacionais e para os brasileiros. Os elogios que recebemos pelas campanhas nacionais partem de quem faz o turismo no país e, por isso, queremos continuar juntos neste trabalho de divulgação”, explica o presidente da Embratur.

 

Fonte: Mercado & Eventos