Rio fecha bares, restaurantes, praias e parques por 10 dias

A partir dessa sexta-feira, 26, o comércio e serviços não essenciais deverão permanecer fechados no Rio de Janeiro e em Niterói, em uma medida conjunta das duas prefeituras. Escolas também devem permanecer fechadas. A medida irá até o domingo de Páscoa, 4 de abril. As cidades também anteciparão feriados nesse período de 26 de março a 4 de abril, mas não se trata de um megaferiado e sim de um incentivo a mais para que mais pessoas fiquem em casa e não circulem nas ruas.

Restaurantes e bares não poderão receber clientes presencialmente e devem se restringir ao drive thru ou ao serviço de entrega.

Não podem abrir nesse período o comércio não essencial, os shoppings, bares, restaurantes, quiosques de praia e lanchonetes, boates, academias de ginástica, salões e barbearias, parques e escola. Podem funcionar, com capacidade limitada e horários especiais, supermercados, farmácias, transporte e serviços como locação de carros, serviços médicos, material de construção, pet shop e hotéis, com serviço de alimentação apenas para os hóspedes. Havia a possibilidade de se restringir as áreas públicas dos hotéis, mas isso ainda não foi informado.

As praias continuam fechadas para banho e permanência na areia, mas exercícios individuais são permitidos.

O objetivo é desafogar a rede de hospitais, que em apenas três dias, na cidade do Rio, passou de 56% para mais de 90% de ocupação das UTIs.

O governador do Rio, Claudio Castro, se mostrou contra as medidas e baixou normas diferentes. Os municípios, no entanto, decidiram reagir e estabelecer normas mais restritivas.

 

Fonte: Panrotas