PE autoriza seminários, congressos e outros eventos de órgãos públicos e empresas a partir do dia 7

A partir de segunda-feira (7), eventos realizados por órgãos públicos e empresas serão autorizados em Pernambuco, para todas as regiões do estado que estejam ou tiverem ultrapassado a sexta etapa do Plano de Convivência com a Covid-19. Foram liberados seminários, capacitações e congressos.

O governo informou, em coletiva de imprensa transmitida nesta quinta (3), que o retorno do setor de eventos foi dividido em três seções: institucionais, sociais e culturais. A liberação ocorreu dois dias depois de um protesto de profissionais do setor, pedindo a retomada das atividades.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, Bruno Schwambach, os primeiros eventos a serem autorizados são os institucionais. “São os eventos corporativos, promovidos por pessoas jurídicas”, afirmou.

A liberação vem acompanhada por uma série de protocolos que serão divulgados na internet. Os eventos deverão ocorrer entre 6h e 22h e comportar, no máximo, 100 pessoas ou 30% da capacidade do local escolhido.

Na nona etapa do Plano de Convivência, ainda sem data definida, foram incluídos outros tipos de eventos.

“Incluímos eventos sociais, como casamentos, batizados, aniversários; e os eventos culturais, como shows, museus e teatros. Fizemos uma atualização do plano, redistribuindo esses segmentos nas etapas seguintes. Vamos fazer uma retomada gradual e o comitê aprovou, para a segunda-feira, o retorno dos eventos institucionais”, afirmou.

O secretário afirmou, ainda, que na décima etapa do Plano de Convivência com a Covid-19, todos os três segmentos de eventos poderão ter até 300 pessoas ou 50% da capacidade. Antes, a retomada dos eventos estava prevista para a décima etapa do plano.

 

Avanço de fase

O governo afirmou, ainda, que o Grande Recife não terá avanço de fase no Plano de Convivência com a Covid-19, por enquanto e seguirá na oitava fase do plano.

A Gerência de Saúde 5, que tem sede em Garanhuns, no Agreste, avança para a fase 7, mesma situação da região de Caruaru, também no Agreste. São liberados, nessa fase, funcionamento de shoppings e serviços de alimentação, até as 22h.

As gerências 6, 10 e 11, que fazem parte da terceira macrorregião de saúde do estado, no Sertão de Pernambuco, permanecem na etapa 6, assim como toda a quarta macrorregião.

A gerência 9, com sede em Ouricuri, que estava na quarta etapa do plano e passou por quarentena mais rígida, poderá avançar para a sexta etapa e liberar serviços de escritório com 50% dos trabalhadores, comércio e aluguel de veículos, restaurantes, lanchonetes, cafés, das 6h e 20h, além do funcionamento de academias.

A gerência 8, de Petrolina, avança para a etapa 7, ampliando o horário de funcionamento de serviços de alimentação para até as 22h.

O que é permitido em cada região:

Fase 8

Esta etapa foi alcançada pelas regionais de saúde 1, 2, 3 e 12. Nessas regiões, estão liberadas as seguintes atividades e espaços:

Eventos corporativos

Turismo em Noronha

Comércio de praia

Exposições e museus

Restaurantes e outros serviços de alimentação (com 50% da capacidade, das 6h às 22h)

Academias de ginástica

Futebol, sem público

Serviços de escritório (com 50% da capacidade)

Comércio de veículos com 100% da capacidade

Atividades esportivas individuais ao ar livre

Praias, parques e praças

Shoppings (no horário normal, das 10h às 22h)

Comércio varejista nos bairros

Salões de beleza

Indústria

Comércio atacadista

Construção civil

Confira os municípios de cada Gerência Regional de Saúde desta fase:

 

Gerência 1: Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã Grande, Chã de Alegria, Glória de Goitá, Fernando de Noronha, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão.

Gerência 2: Bom Jardim, Buenos Aires, Carpina, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Salgadinho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério e Vicência.

Gerência 3: Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

Gerência 12: Goiana, Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Itambé, Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Ferrer e Timbaúba.

Fase 7

Os serviços de alimentação e shoppings centers poderão funcionar das 6h às 22h, com 50% da capacidade de clientes, assim como as academias de ginástica e polos de confecção, ambos com novos protocolos de segurança.

 

O comércio varejista permanecerá aberto, atendendo à exigência de um cliente para cada dez metros quadrados da loja. Igrejas e templos com espaço para até 999 fiéis poderão receber 30% da sua capacidade total e as com área para mais de mil fiéis poderão funcionar com 20% da capacidade.

 

Gerência 4: Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim , Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Caruaru, Cupira, Frei Miguelinho, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Jurema, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Uma, São Caetano, São Joaquim do Monte, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Toritama e Vertentes.

Gerência 8: Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista.

Fase 6

Os serviços de alimentação e shoppings centers poderão funcionar das 6h às 20h, com 50% da capacidade de clientes, assim como as academias de ginástica e polos de confecção, ambos com novos protocolos de segurança.

 

O comércio varejista permanecerá aberto, atendendo à exigência de um cliente para cada 10 metros quadrados da loja.

 

Gerência 5: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João e Terezinha

Gerência 6: Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga e Venturosa.

Gerência 10: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira e Tuparetama.

Gerência 11: Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada e Triunfo.

Gerência 7: Belém do São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante.

Gerência 9: Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade.

 

 

Fonte: Panrotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *