As 10 cidades que mais ganharam com o Turismo em 2017

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) divulgou seu mais recente relatório sobre as cidades que tiveram a melhor performance no Turismo em 2017. O levantamento analisa números de 72 destinos urbanos ao redor de todo o globo, locais que juntos geraram mais de US$ 625 bilhões na temporada passada.
 
A indústria das viagens tem uma elite e ela acumulou, em 2017, cerca de US$ 625 bilhões. As 72 cidades mais rentáveis geraram, juntas, 24,3% de todo o Produto Interno Bruto (Pib) do Turismo. A presidente e CEO da WTTC, Gloria Guevara, destaca que o estudo “mostra o quão cruciais as cidades são para o Turismo mundialmente e, da mesma forma, o quão vital o setor é para a economia”.
 
Segundo o estudo, o Turismo urbano é responsável por 45% do fluxo internacional, o que na prática representa 500 milhões de viagens. O mercado chinês é disparado o mais rentável e com crescimento mais rápido, colocando três cidades no top 10: Xangai (US$ 35 bilhões), Pequim (US$ 32,5 bilhões) e Shenzhen (US$ 19 bilhões).
 
Dentre as 72 cidades, apenas duas brasileiras figuram na lista. O Rio de Janeiro ocupa a 38ª posição, com a geração de US$ 5,1 bilhões (e a projeção de geração de US$ 6,2 bilhões em 2027); e Brasília, em 66º, com US$ 1,6 bilhão (US$ 2,4 bilhões em 2027).
 
Confira a lista das 10 cidades com maior impacto econômico no Turismo em 2017:
 
1) Xangai (China) – US$ 35 bilhões
2) Pequim (China) – US$ 32,5 bilhões
3) Paris (França) – US$ 28 bilhões
4) Orlando (Estados Unidos) – US$ 24,8 bilhões
5) Nova York (Estados Unidos) – US$ 24,8 bilhões
6) Tóquio (Japão) – US$ 21,7 bilhões
7) Banguecoque (Tailândia) – US$ 21,3 bilhões
8) Cidade do México (México) – US$ 19,7 bilhões
9) Las Vegas (Estados Unidos) – US$ 19,5 bilhões
10) Shenzhen (China) – US$ 19 bilhões
 
Fonte: Panrotas