Embratur projeta grande impulso no turismo internacional

Os bons resultados no crescimento do fluxo turístico internacional em direção ao Brasil neste Carnaval, aliado as medidas de alavancagem do setor como a emissão de vistos eletrônicos para norte-americanos, canadenses, japoneses e australianos estão levando a Embratur a acreditar que o Brasil terá ano de forte crescimento do setor. O Ministério do Turismo projetou mais de 400 mil turistas internacionais neste Carnaval, além de 10,7 milhões de nacionais, representando um aumento de 15% em relação ao ano passado.
 
 
Presente no desfile das escolas de samba do grupo espacial do Rio de Janeiro, o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, acompanhado do ministro do Turismo, Marx Beltrão, destacou ainda a possiblidade de melhores dias para o setor a partir da aprovação, pelo congresso, de medidas sugeridas pelo Governo dentro do programa + Turismo, como a abertura do capital das empresas aéreas para estrangeiros, mudanças na Lei Geral do Turismo e a transformação da Embratur em agência. “ Uma só medida, como os vistos, é importante mas não e tudo. Agora, o aumento da conectividade aérea, câmbio favorável e a adoção de várias dessas medidas fazem a diferença, sim. Teremos um impulso cada vez mais forte. Assim como acontecera com a aprovação dos céus abertos, a adoção de visto eletrônico para turistas chineses e tantas outras”, resumiu Lummertz.
 

Carnaval na Sapucaí - Foto Embratur

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) estima que 2,6 milhões de viajantes passem pelos principais aeroportos durante o Carnaval deste ano. Este número representa um crescimento de 4,7% em relação à movimentação na mesma época registrada em 2017, quando o fluxo foi de 2,5 milhões de embarques e desembarques, cerca de 100 mil a mais que em 2016. As cidades mais procuradas são Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Recife e Olinda (PE). Juntos, os seis destinos são responsáveis por 65% de toda a movimentação financeira no período: R$ 7,4 bilhões. A estimativa da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) é que as vendas dos pacotes de viagens aumentem 15% em relação ao mesmo período de 2017 até o fim do carnaval.
 
Além das cidades conhecidas pela folia, Foz do Iguaçu (PR) e os cruzeiros também estão na lista de opções mais procuradas nesta época do ano. No Rio de Janeiro são estimados 6,5 milhões de foliões sendo 1,5 milhão apenas de turistas nacionais e internacionais que, junto com os moradores, devem movimentar R$ 3,5 bilhões na capital. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional), a expectativa é que a ocupação nos hotéis e pousadas seja de 90% durante a folia.
 
Fonte: Embratur