Nova Diretoria da ABEOC Brasil foca na qualificação profissional do setor de eventos

O Brasil tem um perfil nato para sediar eventos, independentemente de seu porte ou que sejam eles esportivos, culturais, religiosos, corporativos, científicos ou de negócios. Este é um mercado que movimenta bilhões de reais, envolve milhares de empresas de diversos segmentos e gera um sem número de empregos diretos e indiretos. Um setor em constante expansão e que agora conta à frente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC Brasil) com uma nova presidente para a gestão 2018-2020: Fátima Facuri, que até então era presidente da regional do Rio de Janeiro.

 Fátima, que também é diretora de uma empresa promotora, conhece bem de perto o setor e suas urgências, uma delas a capacitação. “Abrimos espaço para novas vagas a cada nova feira, congresso, festa, simpósio ou mesmo um casamento realizado. Mas é necessário que elas sejam preenchidas por profissionais capacitados para exercê-las. Um bom evento depende disso e os clientes e o público exigem isso. A grandiosidade do mercado tem que ser reflexo dessa premissa”, afirma categórica. Para encaminhar a questão, a presidente da ABEOC Brasil pretende criar parcerias com governos e universidades para oferecer cursos de qualificação, principalmente no que se refere às novas tecnologias. Segundo ela, o caminho é longo, mas é inegável sua importância. “Temos belezas naturais incontáveis, um povo hospitaleiro, empresários empreendedores e precisamos acompanhar tudo isso com profissionais experientes e antenados para voltarmos, inclusive, a figurar entre os 10 países que mais promovem eventos internacionais”, acrescenta.
Também na pauta da gestão está dar prioridade às empresas que possuem Cadastur – Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo -.  para a organização e continuidade a projetos de lei que envolve o imposto para os organizadores e o ICMS para feiras e eventos.

 Fonte: Portal Radar