Codemig fecha espaço de eventos e ganha manifestação em Belo Horizonte

[Diário do Turismo, 15/09/2017]
Dezenas de representantes da hotelaria, turismo, eventos e jornalistas associados ao setor se concentraram, na noite da última quinta-feira (14) , na porta do Centro de Exposições Minascentro, na capital mineira, para manifestar contra o anúncio feito pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais – Codemig em relação ao fechamento do espaço para a realização de eventos, a partir de janeiro de 2018. A iniciativa visa sensibilizar o governo para a abertura de um diálogo visando minimizar os impactos que o fechamento pode causar ao setor.
“Precisamos saber quando o espaço será reaberto e estudar a possibilidade de uma reforma em etapas, que é o que acontece por exemplo com os aeroportos, hospitais e até mesmo com os hotéis. Um Centro de Convenções não pode fechar”, afirma a presidente da ABIH-MG, Érica Drumond. Segundo ela é importante atuar com transparência para que o setor possa acompanhar o projeto de execução da obra, o orçamento previsto e apresentar quais as necessidades da reforma.
Empresas fecharam e empregos sumiram
“Foram muitos investimentos feitos pela hotelaria devido a Lei de Incentivo visando a realização da Copa do Mundo e mais de 20 empreendimentos já fecharam e dezenas de pessoas perderam seus empregos. Temos que trabalhar de maneira conjunta para que isso não continue a acontecer. Não podemos aceitar o fechamento devido ao prejuízo que isso irá nos causar”, explica a presidente.
Para o presidente do Belo Horizontge Convention & Visitors Bureau, Carlos Zech Coelho, o fechamento será um catástrofe visto que Belo Horizonte já sofre com a ausência de um novo Centro de Convenções, conforme prometido pelo governo municipal e que infelizmente até hoje não saiu do papel. “Mesmo diante deste cenário a cidade ainda se tornava competitiva para a realização de eventos frente a outras capitais. Com o fechamento desse equipamento não existe um outro espaço que possa substitui-lo, estamos perdendo competitividade”, afirmou. “Com o fechamento Belo Horizonte sairá do mapa da realização de eventos”, alerta.
O debate a respeito do fechamento do Centro de Exposições Minascentro tem continuidade nesta sexta-feira (15) com a realização de uma Audiência Pública, às 14hs, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *