Governo sinaliza com interesse de privatizar Infraero; processo ocorreria em partes

[Por Hôtelier News, 08/06/2017]
O governo federal parece ter tomado uma decisão sobre o futuro dos aeroportos brasileiros. Em declaração dada ontem (7), Maurício Quintella, ministro dos Transportes, sinalizou a intenção de extinguir a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) e conceder a administração dos aeroportos à iniciativa privada. A princípio, a estatal seria fatiada em seis partes e aos poucos deixaria de existir.
Quintella falou sobre a ideia à agência Reuters e disse que o governo estuda as possibilidades para a manobra que privatizaria os 56 aeroportos administrados pela empresa.
Segundo o ministro, a tendência é dividir a empresa por regiões geográficas e vendê-las. Dessa maneira, a empresa que ficasse responsável por grandes aeroportos ainda sob gestão pública, como Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ), teria também que cuidar de outros terminais de tamanho menor na mesma região. Outra opção citada é a privatização ou concessão de parte da empresa combinada com a abertura de capital do restante.
Uma nova reunião tratando e votando o tema deve ocorrer no espaço de 15 dias.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *