Ocupação hoteleira em São Paulo cresce durante mês de março e chega a 66%, em média

[Por Hôtelier News, 26/04/2017]
O terceiro mês da temporada serviu para reafirmar São Paulo como cidade de bons índices no que diz respeito à oferta hoteleira. Março registrou alta na ocupação dos meios de hospedagem e teve, em média, 66,92% dos quartos ocupados. O número é oriundo de um levantamento mensal feito pelo Observatório do Turismo da cidade e mostra o crescimento nos indicativos tanto na comparação com fevereiro (60%), quanto quando analisado o mesmo período no ano passado (62%).
O índice de quartos preenchidos revela variação positiva de 7,4% sobre o analisado em 2016.
O desempenho de março se explica pela configuração do calendário na cidade que tem o retorno das convenções de grande porte a partir do final do Carnaval, em fevereiro. Nesse ritmo de subida também está o índice de RevPar – receita por apartamento disponível – que anotou R$ 175 no segundo mês do ano e subiu para R$ 196 na análise atual.
A diária média dos hotéis na cidade foi de R$ 292,93 em março, sendo que as mais caras, dos hotéis superluxo, chegam a R$ 621 e as mais baratas, em unidades econômicas, ficam em torno de R$ 207.
O indicativo leva em conta mais de 11 mil leitos que compreendem os hotéis colaboradores da pesquisa feita mensalmente.
O relatório analisou ainda o comportamento dos hostels da cidade. Nessa observação, março rendeu ocupação de 42% e prática de diárias médias a R$ 45.