Lideranças do turismo discutem desenvolvimento sustentável na WTM

[Portal Eventos, 05/04/2017]
O Expo Center Norte, em São Paulo, serviu de palco para o encontro das principais lideranças do turismo na América Latina na manhã de terça-feira (04). Com a presença do ministro do Turismo, Marx Beltrão, gestores públicos estaduais e municipais, além de representantes do mercado, foi aberta a WTM Latin America. Até quinta-feira (6), último dia do evento, os participantes trocarão experiências, discutirão tendências em painéis técnicos e formalizarão negócios.
“Dos 6,6 milhões de turistas internacionais que visitaram o Brasil em 2016, 3,7 milhões partiram dos países vizinhos. O turismo é, prioritariamente, uma atividade regional. A WTM da América Latina é uma oportunidade extremamente valiosa para trocarmos experiências e promovermos ainda mais a nossa integração”, afirmou o ministro Marx Beltrão no discurso de abertura.
A presidente da Braztoa, Magda Nassar, ressaltou o faturamento das empresas do segmento em 2016: R$ 11,33 bilhões, um crescimento de quase 3%. “Fizemos um estudo que mostra que esses turistas deixaram nos destinos brasileiros outros R$ 11 bilhões”, comentou Magda. A diretora de Comunicação da OMT, Sandra Carvão, também ressaltou o crescimento mundial do setor de viagens. No último ano, 1,2 bilhões de pessoas viajaram pelo mundo, 4% a mais que no ano anterior.
Visando ajudar o Brasil a desenvolver o segmento turístico, a Organização Mundial do Turismo, afirmou que está trabalhando junto ao Ministério do Turismo para fomentar ações. Em prioridade, Sandra Carvão, diretora de Comunicação da OMT, apontou projetos ligados à reforma aérea, facilidade dos vistos e reforma da legislação para empregabilidade do segmento. “É esperado que a facilitação do visto aumente em 25% o turismo. Com isso, o objetivo é que o Brasil alcance 12 milhões de turistas internacionais e uma receita de R$ 19 bilhões até 2022”, destacou Carvão.
A diretora ainda lembrou que em 2016, mais de 1,2 bilhão de turistas viajaram pelo mundo. O número representa um crescimento de 4% em comparação com o ano anterior. Em receita, o segmento é responsável por 10% do PIB global, gerando um em cada 10 empregos.
“Somos responsáveis por 10% PIB, 70% de todas as exportações do mundo e geramos um de cada dez empregos”, afirmou Sandra. Ela destacou o crescimento de 7% no turismo na América do Sul. Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o Brasil vem demonstrando um desejo de se internacionalizar. “O Brasil hoje é um dos países mais fechados dos BRICs e tem um dos piores ambientes de negócio, mas estamos trabalhando para mudar essa realidade”, comentou.
A WTM Latin America está em sua quinta edição e acontece sempre na capital paulista, atraindo 9 mil executivos da indústria de turismo da América Latina. Em 2016, o evento gerou mais de US$ 370 milhões em novos negócios, realizados entre expositores e compradores, um aumento de 2,3% em relação a 2015.